MENU
23 Out

CHISINAU, A SUBESTIMADA CAPITAL MOLDAVA

 

Chisinau, a subestimada capital Moldava

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

A Moldávia é o país mais pobre da Europa, isso infelizmente é visível na sua capital, contudo aguça a curiosidade de conhecer e traz uma diferente perspetiva de um país Europeu, que ainda se divide entre a parte mais ligada à Russa e a mais ocidental.

A cidade é simpática e acho que o único problema é mesmo a falta de pessoas que falem inglês, bem como indicações em muitos locais. Boa comida, bom café, preços baixos, muitas zonas verdes com jardins bonitos, avenidas enormes, muitas e bonitas igrejas , museus baratos, quase todos a cerca de 0,5€ – 10 MDL (lei) e com muito para contar, vamos certamente notar a falta de desenvolvimento nesta capital (por exemplo ao lado lado de tudo isto temos ruas em péssimo estado),  mas ao mesmo tempo a atmosfera ainda presente da antiga União Soviética, a sua ainda dificuldade em falar com turistas e em se abrir para o mundo, torna interessante como podemos aprender e sentir as diferenças culturais com um país que embora fale uma língua de origem Latina (romeno), contudo acho que é este tipo de diferenças que nos apaixonam e nos fazem viajar.

 

placas com indicações turísticas, Chisinau

 

monumento aos Herois Komsomolist, Chsinau

 

Chisinau penso que um dia completo chega para visitar a maioria das atrações e alguns museus, se puderem guardem um dia para ir a Tiraspol, eu como tinha de fazer teste covid a meio da manhã e iria ter pouco tempo acabei por fazer uma visita mais profunda em Chisinau, mas arrependi-me de não ter visitado Tiraspol… para irem até lá, vão até á Central Station (Gara Centrala) e lá dentro têm os mini-bus, chamados de Marshrutka, partem a cada 30 minutos (o último pelas 18h de Tiraspol de regresso para Chisinau), custam cerca de 95 MDL, 5€ e demoram cerca de 2 horas de viagem. Nem que seja só umas 4 horas já dá para visitar a cidade que é a capital desse autoproclamado país que é a Transnístria, um país que quer se manter na União Soviética, que tem tudo escrito em Russo (embora ninguém os reconheça como país e a língua oficial da Moldávia seja o romeno), segundo o meu colega de quarto e outros vários testemunhos, caso tenham tempo vale muito a pena, um regresso ao passado com uma cultura que persiste nesse mesmo passado, um punhado de monumentos, estátuas de Lenin e Stalin…uma experiência interessante por certo.

Museu de Belas Artes (Hertza House), Chisinau

 

Fiquei num Hostel que recomendo, bem próximo da Catedral e do Arco do Triunfo, o City Center Hostel, um hostel bom, com um staff maravilhoso e a localização é fantástica.

Começando logo aqui temos a Catedral da Natividade de Cristo, é a principal catedral Ortodoxa da Moldávia, uma linda catedral de estilo Neoclássico, construída em 1830 pelo arquiteto Abraham Melnikov, tendo sido posteriormente reconstruída após ser bombardeada na segunda Guerra Mundial, tendo este aspeto desde 1996; conta uma enorme cúpula escura revestida a zinco no centro e na entrada principal tem 6 enormes colunas, no interior existem 3 altares, a entrada na Catedral é gratuita.

Aqui junto da catedral, fica um chafariz em frente à Catedral, bem como a torre do sino que toca a cada hora, uma zona bonita e tranquila.

 

Catedral da Natividade de Cristo, Chisinau

 

torre da catedral, Chisinau

 

Deixando a catedral, subimos um pouco e vemos um dos cartões postais da cidade que é o Arco do Triunfo (também conhecido como Portas Sagradas), foi construído em 1840, para comemorar a vitória contra o império Otomano, tem cerca de 13 metros de altura, o relógio grande em cima e a bandeira do país debaixo do arco, presa em cima e no solo, dão uma fotogenidade fantástica, é um belo arco do triunfo.

Em frente ao Arco do Triunfo do outro lado de uma enorme a enorme avenida (aqui nota-se bem o estilo Soviético), fica a casa do Governo da Moldávia, um enorme e imponente edifício.

 

museu de história de Chisinau (torre de água)

 

Museu de História da Moldávia, Chisinau

 

Indo para a nossa direita vamos encontrar um dos parques mais centrais da capital, o parque Stephen, que é o mais antigo da Moldávia e é um verdadeiro ponto de encontro dos locais; alguns cafés, locais para relaxar, bem ornamentado e uma bonita fonte no centro, um parque muito agradável para visitar. Na entrada principal deste parque temos uma estátua em homenagem a Stephen the Great (Estevão o Grande) que foi um antigo governante da Moldávia e conseguiu defender com sucesso o país das invasões Otomanas.

No fim do parque (no outro extremo da estátua), fica uma das ruas famosas da cidade que é a strada 31 August 1989, nesta rua entre outros temos o temos o Museu de História da Moldávia o museu foi estabelecido em 1983, a fachada do museu tem uma arquitetura fantástica e é dos principais museus do país contando com uma vasta e rica coleção sobre a história da Moldávia; a entrada custa  10 MDL, cerca de 50 cêntimos; na entrada do museu destaque ainda para uma estátua em bronze do Lobo Capitolino.

 

Ópera Nacional, Chisinau

 

Mais à frente, continuando na strada 31 August 1989 destaque ainda para duas bonitas igrejas ortodoxas, numa intersecção com esta rua , na strada Puskin, a Igreja S. Teodora de la Sihla, uma belíssima catedral com as cúpulas azuis, e com um interior soberbo, o mais bonito que vi na cidade, é uma obra de estilo  bizantino de Alexander Bernadazzi construída em 1985; mais à frente fica a Igreja de S.Pataleon, o seu exterior é um estilo Grego e é dos finais do século 19, é mais uma das bonitas igrejas para visitar em Chisinau.

 

Igreja S. Teodora de la Sihla- Chisinau- Moldávia

 

Igreja S. Teodora de la Sihla- Chisinau- Moldávia

 

Igreja S. Teodora de la Sihla- Chisinau- Moldávia

 

Igreja S. Teodora de la Sihla- Chisinau- Moldávia

 

Igreja S. Teodora de la Sihla- Chisinau- Moldávia

 

Ainda na strada 31 August 1989, fica para mim um bom museu para visitar, o Museu Militar, apesar de não ter muitas coisas em inglês ou tecnologias de audio-guia achei muito interessante, com várias salas, pequenas divisões, uma parte sobre Chernobyl, recantos, escadas e caves, o exterior com os tanques, aviões e armamento…penso que vale muito a pena, a entrada custa apenas 10 MDL, cerca de 50 cent.

 

Museu Militar- Chisinau- Moldávia

 

Museu Militar- Chisinau- Moldávia

 

Museu Militar- Chisinau- Moldávia

 

mercado central (“Piata Centrala”) merece sempre uma visita, apesar de ser muito pouco moderno faz-me lembrar quando era mais novo e ia com os meus pais á feira, vão por certo notar um regresso ao passado, mas podem comprar além de coisas baratas e até antigas, bem como as frutas locais que para mim é sempre uma boa experiência.

Próximo deste mercado central, na avenida que vai também passar junto do arco do Triunfo e da casa do governo, Bulevardul Stefan cel Mare, além de imponentes edifícios governamentais e outros, fica o Teatro Nacional (Mihai Eminisceu); a Sala de espetáculos Organ Hall.

 

Organ Hall , Chisinau

 

Atrás da Catedral fica uma rua pedonal onde além de vários restaurantes e bares fica a estátua dos amantes duas estátuas em bronze na rua, que são muito populares por aqui; mais à frente fica o monumento às vítimas do Gueto Judeu e no centro de uma avenida com uma parte pedonal no meio fica o monumento aos Herois Komsomolist.

Nota também para um local de destaque próximo da Catedral, que é a Ópera Nacional o teatro de ópera e ballet Nacional da Moldávia (Maria Bieseu) é um dos principais deste género na Europa Oriental, a cultura de ópera e ballet está muito presente na cidade e no país, confesso que não me desperta a paixão, mas pelo que li é muito conceituado, tem sempre o teatro quase cheio (o amigo Mário Menezes que também escreve aqui para o site foi lá e adorou); ao lado da Ópera Nacional fica a placa “I love Chisinau”, para uma fotografia da praxe; ainda aqui perto fica a Igreja Católica-Romana de Chisinau, além de bonita, a igreja tem a particularidade de ser católica, pelo que depois de ter visitado tantas ortodoxas, é curioso ver esta distinta das demais; também aqui próximo fica o Museu de Belas Artes (Hertza House).

 

Igreja Católica Romana de Chisinau

 

Igreja Católica Romana de Chisinau

 

Um pouco mais afastado daqui nota também para o Museu Alexander Puskin, esta era a casa do grande poeta Russo Alexander Puskin que foi exilado onde hoje é a Moldávia, no museu encontram-se materiais relacionados com a vida do poeta.

Outro local de grande destaque vai para o enorme e belíssimo parque Dendrarium, confesso que o parque mais me surpreendeu bastante, foi dos parque mais bonitos e grandes que já visitei, com uma grande variedade de flores, enormes espaços verdes e bastantes árvores, um espaço ideal para passear e que dá um toque soberbo à cidade, a entrada custa simbólicos 4 MDL (lei), cerca de 20 cent, o parque fica a cerca de 2.5 km da catedral (tem pelo menos duas entradas).

 

parque Dendrarium, Chisinau

 

parque Dendrarium, Chisinau

 

parque Dendrarium, Chisinau

 

Fazendo fronteira com o parque Dendrarium (mais próximo do centro), temos outro também muito bom para visitar, o parque Marea Morilor, conta na sua entrada principal com uma enorme escadaria, Scara Cascadelor, que desce da rua adjacente até ao fundo do parque onde existe também um grande lago, é também um local agradável, embora claramente o Dendrarium seja superior.

 

parque Stephen, Chisinau

 

parque Marea Morilor, Chisinau

 

Próximo do parque Marea Morilor, na rua Strada Alexei Mateevici, fica o Museu da história da cidade de Chisinau, também conhecido como “torre da Água“, é uma torre toda em pedra estreita mas ainda alta e mais larga no topo, no interior apesar de não ter achado nada de extraordinário, a sua arquitetura, em que subimos por uma estreita escada que leva ao topo que serve como que um miradouro e temos uma vista para a cidade sobretudo para a zona do parque, achei interessante, a entrada (salvo erro), também custa 10 MDL, cerca de 50 cent; ainda aqui próximo fica o Museu Nacional de Etnografia e de História Natural, foi fundado em 1889 e é o museu mais antigo da Moldávia a entrada custa 10 MDL, 0.5€.

 

Monumentul Deportalitir

 

Ligeiramente mais afastado do centro da cidade temos dois locais em grande destaque, um deles para mim foi um dos monumentos mais bonitos que vi na cidade, o Memorial Complex Eternity (eternidade), que é dedicado aos soldados soviéticos que morreram na segunda Guerra Mundial, é uma espécie de pirâmide com cinco pilares alaranjados com cerca de 25 metros de altura e que inclinados para o centro formam esta pirâmide, no centro fica uma chama permanente, foi inaugurado em maio de 1975, á volta deste espaço aberto temos ainda algumas placas com esculturas a simbolizar as batalhas, achei o espaço e este monumento muito bonitos, fica a cerca de 2.5 km da catedral.

 

Chama do Memorial Complex Eternity, Chisinau

 

Memorial Complex Eternity, Chisinau

Junto da estação central de comboios de Chisinau, que fica a cerca de 2.5 km do centro (3 km do hostel e da catedral), temos o Monumentul Deportatilor, que é um memorial às vítimas da repressão Stalinnista, uma base de pedra com um alinhamento de várias pessoa esculpidas em metal  sob a mesma, tem cerca de 12 metros de comprimento.

 

Explorem a cidade e certamente vão encontrar ainda mais alguns locais, tal como eu, igrejas, estátuas e memoriais, descobri ainda mais alguns locais, mas julgo que estes foram os de maior interesse, Caso queiram completar ainda mais a visita a Chisinau ainda há nota para: o cemitério Judeu e parque Alunelul, o Circo de Chisinau, a igreja dos Santos Imperadores Constantino e Helena, uma igreja em madeira “Biserica de lemn din Hiriseni”, o Museu da Selfie, A Catedral ortodoxa Ciuflea, entre outros.

 

Igreja de S.Pataleon, Chisinau

 

Apesar da maioria das pessoas não saberem, na Moldávia encontra-se uma enorme produção e cultura vinícola, tendo das maiores adegas do Mundo a mais famosa é a Adega de Cricova (há informações díspares entre qual a maior adega, Cricova ou Milestii Mici ), a Adega de Cricova é uma enorme adega, nela (a cerca de 75 metros de profundidade) podem ver mais de 1.3 milhões de garrafas de vinho, em vários corredores subterrâneos, estes túneis e labirintos debaixo do solo totalizam uns incríveis 120 km, tendo inclusivé nomes de castas nas “ruas”; é uma verdadeira cidade vinícola, existem vários tipos de tours, o mais básico custa 95 MDL (lei), cerca de 5€ (tours ver aqui) . A adega de Cricova, que é também o nome da localidade, fica a cerca de 15 km a norte de Chisinau, de táxi ficará entre 140-200 MDL (7€-10€).

 

Em termos de gastronomia, a comida moldava é muito boa, os cereais, batatas e legumes que aqui são produzidos são predominantes, as carnes de porco, vitela e aves são as mais comuns, o peixes de água doce são mais comuns que os de água salgada; pratos típicos como: “mamaliga”, que é uma espécie de papa de milho mas mais sólida, as sopas que também têm muita influência, “Zeama” e “Chorba”, são as principais; em pastelaria destaque para a “Placinta” que é uma espécie de folhado sendo que o recheio pode ser de muita coisa, eu comi de carne e de queijo fresco que para mim foi o melhor.

 

Refeições em Chisinau

 

Fui aconselhado no hostel pela funcionária, para ir ao Restaurante La Placinte, adorei o restaurante aqui tudo é tradicional sopas como a “ciorba traditionala cu carne”; Polenta com Frango Tokanoy, (ou com porco, é servido com um pouco de mamaliga), as couves enroladas com carne picada, entre outros vários pratos que pedi juntamente com uns colegas do hostel (podem ver o menu inglês no site), comemos bem com muita qualidade por menos de 10€, o staff era prestável e falam inglês, recomendo vivamente.

 

Jantar em Chisinau

 

Refeições em Chisinau

 

Outro local onde podem comer algo mais ligeiro, mas saboroso e tradicional é no Cats cafe, que fica paredes meias com o Hostel City Center (o edifício é um Shopping, podem entrar por ambos os lados); aí comi uma sopa tradicional de frango, como que uma canja (zeama) e umas espetadas de porco também tradicionais.

Também fui ao supermercado e trouxe comida pronta, têm muita oferta e a comida é bastante boa, caso possam depois aquecer é uma boa opção e têm uma perspetiva de comida mais que os locais comem no seu dia a dia.

Viagens Felizes

 

Dicas e Notas:

Temos voos diretos de Lisboa para Chisinau pela Air Moldova, os voos pelo que vi na altura eram relativamente caros, eu aconselho juntar com uma viagem que tenham noutra cidade Europeia, (eu fui desde Barcelona e no regresso fui para Veneza treviso) a companhia low-Cost Wizz Air, tem uma boa oferta de destinos na Europa para Chisinau, Hamburgo, Dortmund, Barcelona, Nice, Paris Beauvais, Roma ciampino, Milão bergamo, Bolonha, Veneza treviso, Eindhoven, entre outros, procurem num motor de busca como Momondo ou Skyscanner, para verem os preços bem como as datas dos voos.

 

O Aeroporto de Chisinau (KIV), é bastante pequeno, embora bem conservado e prático, nota para que na altura do embarque (não sei se devido à situação do Covid), mesmo com o check in online feito, era necessário fazer ir ao guichê e só depois ir para o controlo de passaporte e posteriormente o de segurança.

Para ir do Aeroporto para o centro da cidade, temos duas opções, de Bus (salvo erro nº30) a paragem fica mesmo junto da entrada do terminal e está identificada, mas pelo me apercebi que apesar de supostamente ser a cada 30 minutos demorava mais.

A melhor opção é sem dúvida é ir de táxi, mas dou uma dica muito importante, instalem a aplicação Yandex Go, que basicamente é o Uber destes lados (penso que é muito popular na Rússia), pois assim aqui sabem quanto vão pagar, a viagem custa entre 5-7€ (de noite paguei 5€, mas durante o dia com o trânsito fica em torno dos 7€), eu como não sabia quando cheguei tive de negociar e o melhor que consegui foi 10€.

A viagem de bus é de cerca 25-30 minutos e a de táxi  cerca de 15, mas como o trânsito é caótico pode demorar mais.

 

estátua dos amantes, Chisinau

 

A cidade não é muito grande no que à parte turística diz respeito, eu fiz tudo a pé, pelo que li e soube no hotel, caso necessitem de ir de bus ou trólebus (estes com mais frequência e pelo que vi  em melhor estado e mais modernos), podem simplesmente pagar em dinheiro, cerca de 3 MDL, evitem as horas de ponta e claro se necessitarem de informações muito dificilmente alguém fala inglês, neste link podem ver algumas rotas, ou usem entre outras a app Moovit.

 

I love Chisinau

 

Na Moldávia fala-se romeno, embora ainda esteja muito presente as influências da antiga União Soviética, pelo que facilmente vão ver coisas com o alfabeto cirílico ou pessoas a falar Russo; falar inglês por aqui não foi fácil, acho que apenas nos restaurantes, em um ou outro café e no hostel, talvez apenas os mais jovens falem mais facilmente.

Os cidadãos Portugueses não necessitam de visto para entrar na Moldávia, no entanto é necessário o Passaporte; aconselho guardar contactos da embaixada, que é representada pela Embaixada em Bucareste (Roménia).

 

edificio na Bulevardul Stefan cel Mare, Chisinau

A moeda é o Leu Moldavo, 1€ é cerca de 20 MDL (lei); apesar de existirem alguns Atm’s pela cidade, na maioria dos locais só se aceita dinheiro, sendo mais comum pagar com cartão em supermercados e restaurantes; o indicativo telefónico é: +373, o domínio de internet é .md; as tomadas são iguais a Portugal. O fuso horário da Moldávia é de mais duas horas do que em Portugal. Achei a cidade segura e não acho que haja problema algum para visitarem a capital Moldava.

 

site turismo Moldávia: Aqui

site oficial Rep. Moldávia : Aqui

site com as rotas de transportes Na Moldávia (Ucrânia e outros países dos Balcãs): Aqui

site com os eventos na cidade : Aqui

 

Teatro Nacional, Chisinau

 

Para alojamento em Chisinau, consulte aqui.

 

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Bestravel- Promoções de viagem

Rental Cars- Aluguer automóvel

Amazon– Artigos de viagem

 

 

 

 

 

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

PROMOÇÕES DE VIAGENS

ARTIGOS DE VIAGEM

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS