MENU
1 Mai

DESCOBRIR A ILHA DE PALMA DE MAIORCA

 

Descobrir a ilha de Palma de Maiorca

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

A ilha de Palma de Maiorca é uma das ilhas baleares Espanholas, este é um destino sobretudo de praia, muito conhecido principalmente pelos locais de maior diversão noturna, onde se concentram muitos turistas jovens, em Magaluf e Arenal.

A ilha contudo tem uma oferta bastante grande desde a sua “capital”, Palma, onde podemos passar um dia com uma forte oferta cultural e apesar de a concentração turística ser principalmente mais ao sul entre Arenal, Magaluf e Santa Ponça, temos ainda a zona mais a norte da ilha que é das mais bonitas, embora pelo que soube no hostel (através do proprietário)  é uma zona um pouco menos aberta ao turismo, mas que tem muito para explorar.

 

Palma de Maiorca

 

Já estive por duas vezes em Palma de Maiorca, a primeira para descobrir um pouco mais da cidade de Palma e praias mais escondidas como ILLETES, e outras junto a Cala Maior; fiquei perto da zona da marina junto ao castelo de Belver  (podemos visitar esta fortaleza com formato arredondado por 4€, tendo um bela vista) e também muito perto de uma discoteca famosa na altura a TITOS uma das mais famosas para os jovens, contando com vários andares; ainda fui até Arenal que para mim tem uma excelente praia e é bastante diferente da de Magaluf onde fui na segunda ida a esta ilha, desta vez fui com mais dois amigos e fomos para uma semana de festa nesta zona de Magaluf.

 

discoteca Titos junto da marina, Palma

 

Tanto Magaluf (maioritariamente com turistas ingleses), ou Arenal (maioritariamente com turistas Alemães), são destinos de festa, com muitos bares, discotecas, jovens em grandes grupos a festejar as suas férias de verão, grandes hotéis, comida de rua, etc, aqui será para quem queira por certo umas férias mais repletas de festa.

Um local que quero destacar pois foi durante toda a semana um local de paragem obrigatória, é um bar com piscina em frente à praia, podíamos simplesmente estar dentro da piscina com água até meio do corpo, havendo inclusivamente um bar dentro da piscina ou ficar numa mesa normal ou no balcão, para quem quiser relaxar num sofá,  estes eram reservados tipo VIP e dava para comprar garrafas de champanhe etc, nós íamos simplesmente beber uma cerveja e desfrutar da animação que aqui temos recomendo vivamente é o Oceans Beach Club.

 

Bar, oceans club, Magaluf

 

piscina no bar Oceans club, Magaluf

 

Para quem vá em família e queira partir à descoberta, tal por exemplo como em Malta podem alugar um carro e descobrir um pouco mais do que esta fantástica ilha tem para oferecer, podendo assim conhecer a vasta oferta que aqui podemos encontrar, é bastante difícil escolher um ou dois locais, ao Norte nas baías de Alcúdia ou Pollença, a mais famosa é Alcúdia, onde além da zona de praias no port d’ Alcúdia, onde além de belas e limpas praias a oferta hoteleira é maior (sobretudo do género de resorts) temos também a cidade em si, a Cidadela de Alcúdia, que é uma bonita cidade em que o centro histórico que fica dentro das muralhas; também em Cap Formentor podemos encontrar excelentes praias, mais para oeste daqui temos por exemplo na zona de Soller ou Calobra, arrisco a dizer que podemos contornar grande parte da ilha e encontrar várias praias e locais para descobrir.

Mais ao sul, na Região de Calviá onde temos então Magaluf, mas temos também aqui perto para um ambiente mais calmo: Santa PonçaTorre NovaPalma Nova entre outros; seguindo aqui pela baía de palma, além da zona da capital desta bela ilha (Palma), vamos seguindo até à zona de Arenal e seguindo temos por exemplo Cap Enderrocat (cala Blava); começando já na zona mais a nordeste temos por exemplo cala Mandragó, cala Moros, mais acima a zona de Porto Cristo e no topo nordeste temos por exemplo Cala Rajada.

 

Palma de Maiorca

 

Palma de Maiorca

 

Nesta ilha podemos visitar várias cavernas, fazendo um tour de barco dentro delas, as mais conhecidas são as Cuevas del Drach (ficam próximo de porto cristo, bilhetes online custam 15€); temos no entanto outras para descobrir, também perto de Porto Cristo temos as Cuevas dels Hams; as Cuevas de Genova (estas ligeiramente mais baratas, a 10€ e ficam mais próximas da cidade de Palma) e as Cuevas Arta – Capdepera (próximo de cala Rajada, os bilhetes custam também 10€),  ainda temos mais mas estas são das mais conhecidas, caso tenham tempo e gostem pode ser uma bom evento para realizar.

 

A cidade de Palma merece um dia completo para conhecer, pois aqui já temos muita oferta cultural; o destaque é sem dúvida para a sua imponente Catedral de Mallorca, esta magnífica obra de estilo gótico (mediterrânico), construída sobre as muralhas da cidade velha, fica em frente ao mar, mais propriamente inserida no Parc de la Mar, que foi construído posteriormente pois até meados de 1960 o mar batia junto das muralhas, tendo posteriormente dado lugar a este bonito parque público, que conta com um lago artificial embelezando esta área junto da catedral. Podemos relaxar neste parque, tendo além de cafés e espaços agradáveis temos ainda um mural doado pelo artista Joan Miró; podemos visitar a catedral numa visita simples por 8€, ou combinando com a subida às torres por 20€, mais informações no site oficial, de salientar os seus nove sinos, um deles com cerca de 2 metros de diâmetro e perto de 4 toneladas e meia.

 

Catedral de Palma

 

Catedral de Palma

 

Percorrer o  centro histórico de Palma é fantástico, recomendo sobretudo vir aqui pois tudo é mais tradicional que nos centros turísticos, podemos além de encontrar restaurantes bem mais tradicionais e com comida mais típica que as ofertas das massas nos amontoados de hotéis nas áreas mais famosas, além de claro de poder ir a uma” Bodega”, beber “una copa de vino” ou “una caña” ou claro saborear os fantásticos presuntos e enchidos espanhóis que para mim têm uma qualidade superior.

No centro desta zona histórica e claro que à semelhança de em muitas cidades em Espanha, temos a Plaza Major, com comércio e cafés, temos ainda por exemplo o mercado Olivar, onde claro podemos ter uma melhor experiência com os produtos locais, fica entre a Plaza Major e uma conhecida avenida, a  Career Sant Miquel. Destaque ainda para locais como o centro cultural e galeria de arte La Llotja; a Basílica de San Miquel de Palma; a Igreja/ Basílica Sant Francesc  (pode ser visitada por apenas 2€); o Convento de Santa Clara; percorrer entre outras a avenida Career Jaume III, ou ainda as praças del Mercat ou a plaça d’ Espanya, que é das principais da cidade, ficando já fora da parte mais antiga da cidade.

 

parc dela mar, Palma

 

Parc de la Mar, Palma de Maiorca

 

O palácio Real da Almudaina, que fica próximo da Catedral, também merece uma visita, de notar que como é um local muito visitado podem ter alguma espera para entrar, a mesma custa 7€; também próximo daqui temos ainda o Museu de Arte Contemporânea (os bilhetes custam 6€) e os Banhos Árabes de Palma, o preço é de apenas 2€.

Outro local icónico, que fica próximo da praça de Espanha é o Tren Soller, que basicamente é um comboio (com a particularidade dos carris serem mais estreitos que o normal), que liga a cidade de Palma com a Soller, atravessando várias montanhas, passando por cerca de 13 túneis, tendo um desnível de cerca de 200 metros, para amantes de engenharia e que gostam dos feitos no passado podem deliciar-se com esta linha, que já opera desde 1912; no site oficial do Tren de Soller, podem consultar preços e comprar os bilhetes (o preço de ida e volta de Soller e Palma é de 25€).

Um pouco mais afastado do centro de Palma, temos o Poble Espanyol, fica no career del poble Espanyol, pelo que li é muito semelhante ao de Barcelona, uma representação das construções das diferentes regiões de Espanha.

Um dia para conhecer a cidade de Palma e fazer o trajeto até Soller, ou pelo menos meio-dia para conhecer a principal cidade desta ilha balear e como digo para conhecerem uma parte diferente daquela turística em que mal se ouve falar Espanhol e que tudo é feito para agradar ao turista, acho estas experiências locais são as melhores, depois claro, voltamos para a nossa zona de eleição e relaxamos nas belas praias que a ilha tem para oferecer aqui no mediterrâneo.

 

Viagens Felizes

 

vista da praia do apartamento (em Palmanova, junto de Magaluf)

 

Dicas e Notas:

Temos voos diretos para Palma de Maiorca desde o Porto pela Ryanair e desde Lisboa pela Vueling; uma boa opção caso tenham datas que não coincidam com a dos voos diretos é a de apanhar a partir de Madrid, na altura eu e os meus colegas fomos até Madrid de comboio (ainda se aguarda para saber se este vai voltar a ser operado) e de Madrid fomos para Palma, existem várias ligações desde Madrid e a preços mais reduzidos, pode compensar a deslocação para a capital Espanhola.

Em Palma de Maiorca temos dois operadores de bus, a EMT, que basicamente são os buses locais, levam do aeroporto até à cidade de Palma (e essencialmente operam na zona mais central e próxima de Palma) e por exemplo ainda vão do aeroporto  até ao Arenal, podemos comprar os bilhetes a bordo mas é preferível comprar um cartão (tipo os usados em Lisboa ou Porto) e carregar pois se fizerem algumas viagens poupam dinheiro, uma viagem simples custa 2€ e se for desde o aeroporto (linha nº A1 para a cidade de Palma e A2 para o Arenal) é 5€, informações e rotas no site oficial da EMT.

Para o caso de quererem ir por exemplo para Magaluf, (e outras próximas como Palmanova ou Torre Nova, a linha é o 104) ou queiram circular pela ilha pelos locais mais afastados da capital da ilha a companhia é a TIB os buses são vermelhos e amarelos, Na altura partimos diretos do aeroporto, mas pelo que agora vejo nas pesquisa, devido à pandemia, penso que têm de ir a Palma primeiro e só daí pela TIB para Magaluf, contudo estas serão as operadoras.

 

escultura de areia, Palma Maiorca

 

Caso pretendam ir até outras das ilhas baleares (Ibiza, Formentera ou Menorca) ou por exemplo caso queiram chegar aqui desde Barcelona ou Valência, podem usar duas  companhias de barco, a Balearia ou a TransMediterranea, podem ainda ir a um agregador como o Direct Ferries. É sempre uma opção a ter em conta, visitar uma das outras ilhas, ou caso estejam por Barcelona ou Valência virem  de barco para Maiorca.

 

As zonas de Magaluf e de Arenal são muito agitadas à noite, principalmente por jovens turistas, por isso caso vão em família à noite será sempre maior confusão, uma sugestão è por exemplo Palmanova que fica muito perto de Magaluf, mas já é bastante mais calmo, quando fui com os meus colegas conseguimos um excelente apartamento, no limite entre Palmanova e Magaluf, ficando apenas a cerca de 10 minutos a pé do centro da vida noturna de Magaluf além de muito mais barato a praia era mais calma (o apartamento era em frente à praia, tentem procurar apartamentos em sites espanhóis, conseguem boas ofertas.

 

Em Palma de Maiorca também se fala Catalão, sendo língua oficial, por isso tal como em Barcelona vamos ver coisas em Espanhol e Catalão, embora nas zonas mais turísticas, devido ao direcionamento do público seja maioritariamente usado o inglês.

Em Espanha como sabemos a moeda é o Euro, o fuso horário é de mais uma hora que em Portugal, o indicativo é +34 e o domínio de internet é .es

 

Sites de turismo oficiais: Info Mallorca e Visit Palma.

 

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Bestravel- Promoções de viagem

Rental Cars- Aluguer automóvel

Revolut- Cartão bancário sem taxas

Amazon– Artigos de viagem

Iati- Seguro de Viagem

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

PROMOÇÕES DE VIAGENS

ARTIGOS DE VIAGEM

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS