MENU
9 Jan

CONHECER A CAPITAL DO KOSOVO – PRISTINA

 

Conhecer a capital do Kosovo – Pristina

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

O Kosovo despertou-me bastante curiosidade, pois é dos países mais recentes e não é reconhecido por alguns Países como a Sérvia, Espanha, Rússia, Grécia, Roménia, Chipre, Eslováquia, entre outros. O seu processo de independência não foi nada fácil, aconteceu em Fevereiro de 2008, a ONU com o forte apoio dos E.U.A, e seus aliados foram os responsáveis para que isto acontecesse.

Apesar de não ter muitas expectativas decidi visitar, pois de seguida ia seguir para Skopje, e acho que valeu bem a pena.

A cidade é bastante barata, achei a cidade segura, embora em alguns locais se note mais pobreza.

 

Arte urbana em Pristina

 

Pristina merece um dia de visita, ou pelo menos uma manhã/tarde, dá para fazer quase tudo a pé, apenas a catedral da madre Teresa e a estátua de Bill Clinton estão mais distantes.

Fiquei no centro num hostel muito bom, o Prishtina center hostel (paguei cerca de 7€ por uma noite), uma das coisas que mais me marcou foi ao chegar à sala comum do hostel ter uma bandeira de Portugal…(tinha lá estado um voluntário português e deixou lá a Bandeira, onde um ou dois outro Portugueses e mais uns quantos de Brasileiros assinaram na mesma)…pode parecer piegas mas chegar ao Kosovo e ter a bandeira de Portugal no hostel onde vamos ficar…. é mais uma razão de que viajar nos traz experiências únicas.

 

Bandeira portuguesa no hostel em Pristina- Kosovo

 

No centro da cidade começando junto do hostel que ficava na principal e mais famosa rua, a “Boulevard Nënë Tereza”, uma rua pedonal com muito comércio, bares e restaurantes e claro monumentos de referência.

 

Torre sineira da catedral da madre Teresa, Pristina

 

Temos desde logo uma estátua da madre Teresa, mais á frente o teatro “Kombëtar”, que é o teatro Nacional ( o único público no país), logo ali temos uma praça, onde temos o Ministério dos negócios estrangeiros e também uma outra estátua, de Alexandre o grande “Gjergj Kastrioti”.

Já depois de sair deste centro e de atravessar uma artéria principal (rodoviária), temos mais coisas para ver; a mesquita Bazar, que foi a primeira a ser construída e onde aqui fica o mercado ( bazaar); a seguir temos o museu nacional do Kosovo, foi construído em 1898 e é das principais instituições de património cultural do país, podem confirmar entradas e exposições no site oficial.

 

Bazaar, Pristina

 

Mais à frente mais a mesquita Jashar Pasha, percorrendo um pouco a rua temos posteriormente a torre do relógio, uma torre do século 19 e com cerca de 25 metros, servia anteriormente para os comerciantes do bazar saberem quando deviam orar.

 

Mesquita Jashar Pasha, Pristina

 

A mesquita imperial, uma mesquita Otomana, construída em 1461,  e mais ao fundo a cerca de 500 metros o museu Etnográfico (podem usar o mesmo link do museu nacional para mais informações), está localizado no complexo Emin Gjiku, é como uma casa e mostra como era a vida no domínio Otomano sobre o Kosovo.

 

Mesquita Imperial, Pristina

 

Ao regressarmos para junto da mesquita Imperial, do lado direito temos os banhos públicos (“grand Hamam”), estes banhos turcos datam do século 15 e apesar de terem sido já remodelados devido à destruição, ainda não foram terminados os trabalhos, devido a problemas na remodelação inicial.

A Biblioteca Nacional do Kosovo merece uma visita, tal como por exemplo a de Minsk, a sua construção é totalmente fora da caixa, num edifício singular, foi desenhada pelo arquitecto Andrija Mutnjaković, está aqui desde 1982.

 

Biblioteca Nacional do Kosovo, Pristina

 

Aqui perto também temos a igreja ortodoxa de Cristo Salvador (” Christ the Savior”), que infelizmente está inacabada, devido às guerras e ao facto da grande maioria dos Kosovares serem muçulmanos a igreja assim continua.

 

Christ the Savior, Pristina

 

O monumento”New Born”, que simboliza a independência do país, (quando se separou da Sérvia) foi inaugurado em fevereiro de 2008, todos os anos ganha nova decoração, eu como fui em 2018, assinalava os 10 anos.

 

Monumento NewBorn, Pristina

 

Em frente subindo uma escadaria temos o palácio da juventude e centro desportivo, um enorme pavilhão com 10.000 metros quadrados, duas arenas com capacidade de 8 mil e 3 mil pessoas e salas de convenções entre outros… Tem uma arquitetura bastante interessante.

 

Palácio da juventude e desportos, Pristina

 

A Catedral Madre Teresa,  uma catedral católica, em homenagem à freira e missionária que tem ascendência Albanesa, Apesar do estilo semelhante a outras catedrais, com a sua torre sineira, a sua construção é recente tendo sido inaugurada em setembro de 2010 (tendo sido consagrada sete anos depois).

 

Catedral Madre Teresa, Pristina

 

Fica já fora do centro e daqui podemos seguir para ver a estátua de Bill Clinton, que fica ligeiramente mais afastada, apesar de não ter nada de mais é uma homenagem, pois os E.U.A. foram importantes na conquista da independência do Kosovo.

 

Estátua Bill Clinton, Pristina

 

Se tiverem tempo, mais afastado do centro e destes locais que referi, podem ainda visitar: a mesquita Llap e o parque “Varrezat e Dshmoreve” onde está o monumento do cemitério dos mártires, eu já estava cansado e não pude visitar este, mas merece a visita, fica a 1.5km do centro, se puderem caminhem até lá.

 

A torre do Relogio, Pristina

 

Mais afastado ainda fica o parque Gërmia, fica a nordeste da cidade podem ir de bus, que demora cerca de 40 minutos (ver site de transportes da cidade).

O parque tem cerca de 62 quilómetros quadrados, e para além de muita diversidade de fauna, e o seu ponto mais alto é o pico Buto, que fica numa elevação de 1050 metros.

Para comer no Kosovo, podemos fazer vida ricos, um dos melhores e mais famosos restaurantes da cidade é o Liburnia (ficava a pouco mais de 600 metros do meu hostel), apesar de para os locais ser caro, podemos comer o prato, a sopa e bebida por cerca de 7€, simplesmente escolham e peçam ajuda para escolher algo típico… Recomendo vivamente, eu adorei, jantei aqui mas ao almoço fui a um restaurante mais modesto e também típico como um restaurante de trabalhadores paguei cerca de 3€ por uma salsicha fresca com molho tradicional e legumes.

 

Restaurante Liburnia, Pristina

 

Jantar no Liburnbia, Pristina

 

Dicas e Notas:

Para voar para Pristina a melhor forma é pelas low-cost : EasyJet (Berlim, Basileia e Genebra) ; pela wizzair (Viena, Basileia, Dortmund, Baden Baden, Memmingen, Budapeste e Milão Malpensa), estas serão as mais baratas opções, ou podem por exemplo ir de bus por Skopje que demora pouco mais de 2h, eu fui de Genebra, pois os voos de Porto para lá eram baratos, assim como depois para Pristina.

 

Almoço num restaurante local, Pristina

 

Para ir do aeroporto para o centro da cidade, quando eu fui apenas era possível de táxi (15€), mas agora já existe uma linha de bus (1A), custa cerca de 3€ e demora cerca de meia hora (o site é o que coloquei em cima de transportes da cidade, que também vai ao parque Gërmia).

O fuso horário é de mais 1 hora que Portugal; o indicativo é :+381, a moeda é o Euro.

Não necessitamos de passaporte, nas notem que não podemos ir do Kosovo para a Sérvia, pois este País não reconhece a autonomia do Kosovo.

Não tive problemas com inglês, apenas as pessoas mais velhas não falam, mas como aqui há imensa gente jovem não há grande problema.

 

Para alojamento no Kosovo» Aqui

 

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Bestravel- Promoções de viagem

Rental Cars- Aluguer automóvel

Revolut- Cartão bancário sem taxas

Amazon– Artigos de viagem

 

 

 

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

PROMOÇÕES DE VIAGENS

ARTIGOS DE VIAGEM

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS