MENU
13 Nov

ISLÂNDIA, QUE PAÍS FANTÁSTICO É ESTE?

 

Islândia, que país fantástico é este?

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

A Islândia será provavelmente o desejo e o sonho de qualquer amante de viagens, é um país que sem dúvida nenhuma extravasa o “normal”, parece um país de outro planeta, tal é a diversidade paisagística e os vários cenários completamente fantásticos; vulcões, glaciares e cavernas de gelo, cascatas de água enormes, geysers e auroras boreais; são os principais ingredientes naquela que é chamada da terra do fogo e do gelo.

Embora a maioria das minhas viagens seja mais focada em conhecer cidades e regiões (city-breaks), sabia que esta viagem à Islândia iria ser completamente diferente, e a verdade é que as expectativas foram largamente superadas, é uma viagem de sonho, uma daquelas que para quem ama viajar, vale a pena perder tempo a planear, o dinheiro gasto, o frio que vamos ter, entre outros; e na minha opinião é que sem dúvida que é um destino soberbo que vale a pena visitar, apesar de ser um destino muito caro, foi dos locais que mais me encantou, simplesmente um país diferente de tudo.

 

praia de areia preta Reynisfjara, Islândia

 

Será por certo muito difícil escrever sobre uma viagem à Islândia, pois esta pode ser muito diferente no gosto e orçamento de cada um e é bastante complexa de organizar; alugar um carro e percorrer a ilha, pernoitando em hotéis e locais mais remotos (se bem que pelo que vi, todos com boa qualidade); alugar uma caravana e desfrutar de toda a beleza natural da ilha dormindo onde nos parecer o melhor “spot”; ficar como eu na capital Reykjavik e fazer vários tours da imensa oferta turística (para quem como eu viaja sozinho, é uma boa opção, acabando por ser mais em conta e sem tanta complicação, mas obviamente a liberdade de alugar carro permite uma possibilidade de descobrir muito mais de toda a ilha,); ou mesmo utilizar os transportes locais e descobrir a ilha de uma forma mais autêntica, as possibilidades são muitas e uma viagem à Islândia tem uma certa complexidade, deixo aqui aqui um relato da minha viagem e da minha experiência; vou deixando também algumas dicas, sugestões e informações para tornar o artigo mais completo e para que fiquem com um bom leque de informações sobre este país fantástico.

 

igreja Hallgrimskirkja, Reyjkavik

 

A capital Reykjavik, merece um dia de visita para conhecer esta simpática, acolhedora e simpática cidade, no próximo artigo falarei mais sobre esta cidade (assim como mais algumas informações, vou apenas falar de uma forma muito abrangente); além dos bairros e casas muito bonitos e tradicionais, ou de uma passeio junto ao mar, destaque especial para a igreja Hallgrimskirkja, uma igreja luterana, com um design muito interessante, que salta á vista facilmente; a visita é gratuita, já a subida á sua torre, que conta com cerca de 74 metros, custa 1200 IKR, cerca de 8€ e vale muito a pena, pois daqui temos uma vista fantástica sobre a cidade; outro dos locais de destaque e dos mais visitados é o Perlan, que é um museu/ planetário e mirante; situado no topo de uma montanha, com uma vista privilegiada sobre a cidade; além de um museu interativo e um auditório com um vídeo sobre as auroras boreal/Northern Lights, o Perlan representa e mostra as maravilhas da Islândia, destaco sobretudo a “Ice cave”, que basicamente é uma enorme câmara congeladora, que mostra como é o interior de um glaciar, para quem já como eu, já esteve num Ice bar pela europa, este é um nível bem superior, com túneis de gelos numa representação muito bem conseguida; a entrada custa cerca de 33€, acho uma boa visita, que merece o valor da entrada.  O Perlan fica muito perto do meu Hostel, que desde já recomendo, Bus Hostel, além de um hostel bom e acima da média, que tem bons preços, sobretudo tendo em conta o elevado preço da Islândia, tem a vantagem de ficar no “Reykjavik Terminal”, outro local que além do terminal de Bus BSI, é para onde vários bus de tours operam, e uma das companhias que vêm do aeroporto vem para aqui a Aiport direct, o hostel tem ainda uma parceria com a Reykjavik sightseeing de onde partem os vários tours operados por esta.

 

Rykjavik- Islândia

 

Perlan, Reykjavik – Islândia

 

Perlan, Reykjavik – Islândia

 

caverna de gelo no Perlan, Reykjavik – Islândia

 

caverna de gelo no Perlan, Reykjavik – Islândia

 

Blue Lagoon – é um dos cartões de visita Islandês, é a uma deslumbrante e enorme lagoa de água quente (banhos termais), a entrada é muito cara…, desde 12990 IKR, cerca de 88€ , a lagoa fica a cerca de 50 km da capital, podem combinar a blue lagoon com outras tours, eu fiz apenas num dia com os respetivos transferes (que permite ter mais tempo, tendo apenas de ter em conta os horários em questão), paguei no total cerca de 122€. A lagoa é simplesmente fantástica, além de enorme, com várias piscinas (a água é pela altura do peito) todas num cenário fantástico, conta ainda com sauna, banho turco, uma pequena cascata com queda de água quente (ótimo deixar cair sobre o corpo); além de todo este cenário soberbo, temos uma bebida incluída e podemos utilizar a máscara de lama de sílica; embora seja um preço elevado creio que vale a pena.

Nota importante para que devem reservar a entrada na Blue Lagoon, pois em vários horários fica completa, pelo que podem ter de esperar pelas entradas seguintes, eu reservei antecipadamente (junto com os transferes), nos tours organizados já está tudo tratado, mas caso vão por vossa conta ou como eu escolham a entrada com os transbordo, devem escolher e reservar o horário, é um local muito concorrido, eu não achei demasiado cheio (fui a meio da manhã), mas pode ficar lotado facilmente.

A toalha é fornecida, devemos apenas levar roupa de banho, uma pulseira que nos é dada na entrada permite guardar os pertences num cacifo, podemos tomar banho no balneário.

 

blue lagoon -Islândia

 

Blue Lagoon – Islândia

 

Blue Lagoon – Islândia

 

Blue Lagoon – Islândia

 

Outras lagoas termais que podemos visitar, ou associar nos tours são a Sky Lagoon é a mais recente lagoa criada no país, fica próximo da cidade, a cerca de 6km e com particularidade de ficar junto do mar; as entradas começam nos 6990 ISK , cerca de 47€. A outra à qual tive o privilégio de visitar é a Secret Lagoon a entrada custa 3000 ISK, cerca de 20€ , esta é a mais antiga do país datando de 1891, depois de algo esquecida para a blue lagoon, foi renovada, e com uma aposta em chamar turistas, está de novo em destaque; fiz esta lagoa associada ao golden circle tour e sem dúvida que recomendo vivamente, a lagoa é mais aconchegante, numa área envolvente fantástica, em contacto com a natureza, sobretudo numa experiência “menos industrializada” e muito mais acolhedora.

Embora ambas não sejam tão imponentes, são outras lagoas de água quente (banhos termais) que complementam a viagem, e que devem visitar.

 

Secret Lagoon, Islândia

 

Secret Lagoon, Islândia

 

As auroras boreais / Northern lights (luzes do norte), podem facilmente ser vistas na Islândia, sobretudo de setembro a março/ abril, o mais importante aqui é simplesmente estar afastado dos centros urbanos, ou seja da “poluição luminosa” (além de que muito provavelmente caso vão nesta altura, tal como eu podem ver as mesmas na janela do avião próximo da Islândia), os tours custam em média 50€, partindo claro da capital, não consigo precisar o local, mas recordo-me que na sua maioria vão em direção ao aeroporto, por essa zona; caso vão de carro, convém ser num dia sem nuvens e em zonas mais remotas não será muito difícil nessa altura. Para tirar fotos é preciso alguns ajustes nos parâmetros da câmara (apenas modelos mais recentes de IPhones e alguns de Android, conseguem captar automaticamente), não consegui uma plenitude das auroras boreais, em que estas se movem, mas consegui ver um pouco deste fenómeno espetacular, que por certo vos irá encantar.

 

Aurora boreal, Islândia

 

Golden Circle  – A famosa tour que nos leva entre outros a mais outro cartão postal  que são os Geysers, este fenómeno com as “explosões” da água vulcânica,  são um regalo de ver, esta zona de maior atividade vulcânica, fica na zona do vale  Haukadalur, sendo o mais famoso deles o Strokkur, este Geyser atinge uma média entre vinte e trinta metros de altura na sua erupção, sendo que ocorrem entre 5 e 10 minutos cada uma, vale a pena aguardar pela erupção e tirar fotos fantásticas. Neste tour de cerca de 9 h (neste caso juntamente com secret lagoon, que já falei anteriormente), próximo dos geysers (a cerca de 10km), fica outro cenário de sonho, que é as cascatas de água de Gulfoss; esta que é das mais famosas cascatas da Islândia, fica a cerca de 30 metros de altura, embora a queda de água em si não seja tão grande como outras, o facto de ter uma queda dupla, bem como o percurso desta que é enorme (tendo cerca de 70 metros de largura) e a sua forte corrente, juntando ao cenário onde se encontra e por proporcionar vistas deslumbrantes, faz de Gulfoss um local maravilhoso. O Parque Nacional Thingvellir é mais um local de excelência que este circuito nos proporciona, além de aqui se encontra a  fissura Silfra, que separa as placas tectónicas da América do Norte e a Eurásia; este cenário é magnífico, além do vale por onde passamos (creio ser a fissura Almannagjá), temos águas cristalinas por entre as várias fissuras, lagos, um cenário rochoso soberbo; nota ainda para aqui se encontrar o primeiro parlamento do mundo, fica junto da “Lögberg” (traduzindo seria rocha da lei), é identificada com uma grande bandeira do país.

 

Cascatas Gulfoss, Islândia

 

cascatas Gulfoss, Islândia

 

a fissura no Parque Nacional Thingvellir, Islândia

 

South Coast – A costa sul será provavelmente das melhores zonas geográficas do país para visitar, sobretudo quem tem carro ou caravana e pode conhecer mais além dos locais mais populares. A tour (circuito clássico), dura cerca de 10h, os locais em destaque são: o glaciar Sólheimajökull, esta língua do glaciar que desde Myrdalsjökull. além da imponência do glaciar, podemos já constatar algum derretimento deste, há tours que com algum equipamento nos levam até uma escalada deste glaciar, mas penso que não partem da capital, ou seja é algo específico, o tour normal, permite apenas chegar junto do glaciar e não à sua escalada.  A praia de areia preta Reynisfjara, esta belíssima praia vulcânica de areia preta, além das imponentes ondes e alguns rochedos junto da margem tem ainda um local de destaque e muito fotografado que são as colunas de basalto verticais, como que pilares negros que formam uma parede com várias saliências, muito bonito. A pitoresca cidade de Vik, a cidade mais ao sul da ilha, no tour foi aqui que almoçamos, e embora não tenhamos explorado muito a cidade parece merecer uma visita, nota para um local de interesse aqui próximo (alguns tours têm esta oferta), que são os destroços do avião Solheim Sandur, um avião militar que caiu aqui em 1973.
A cascata de Seljalandsfoss, é uma das mais imponentes e belas com o pormenor delicioso, que é possível passar por trás da mesma na rocha cavada; tem uma altura de cerca de 60 metros de altura, ficar atrás desta queda de água na rocha cavada e ver a imponência de toda esta água a cair, é algo surpreendente; nota ainda que caminhando para a esquerda depois desta cascata, temos uma outra muito peculiar também, que é a Gljúfrabúi , apesar de ser mais pequena fica no meio do desfiladeiro, para lá chegar temos de molhar os pés pois temos de entrar no desfiladeiro. A outra cascata a visitar é a Skógafoss, uma das  mais populares da Islândia, a cascata tem cerca de 62 metros de altura, sendo mais larga que a Seljalandsfoss, tendo cerca de 30 metros, embora o cenário e imponência sejam fantástico cá em baixo, é possível subir até ao topo desta por uma estrutura metálica (vale bem a pena o percurso, não me recordo bem, mas creio que no máximo serão 10 minutos para subir), no topo a percepção da sua força é ótima, bem como uma vista muito boa neste belo cenário.

 

erupção do Geyser Strokkur, Islândia

 

Colunas de basalto na praia Reynisfjara, Islândia

 

cascata Seljalandsfoss, Islândia

 

cascata Seljalandsfoss, Islândia

 

cascata Seljalandsfoss, Islândia

 

Cascata Sógafoss, Islândia

 

cascata Skógass, Islândia

 

cascata Skógafoss, vista do topo, Islândia

 

cascata Gljúfrabúi, Islândia

 

glaciar sólheimajökull , Islândia

 

Snaefellsnes Península – achei este tour mais envolvente, não tanto pelos locais, mas sim por toda a harmonia desta zona, e confesso que fiz este tour sem conhecimento, pois não tem tanta oferta, mas devem sem dúvida fazer este roteiro. Em destaque neste tour está a cascata Kirkjufellsfos, embora mais pequena que as outras já referidas, achei muito bonita, e num cenário deslumbrante com pano de fundo para a montanha Kirkjufell, cenário em “Game of Thrones” esta fotogénica montanha tem 463 metros de altura. Os campos de lava de Berserkjahraun , uma erupção há 4 mil anos formou estas zonas, destaco as variedades de musgo bem como das várias cores e de ser possível subir até ao topo de uma parte destes campos. O parque Nacional Snaefeljsjökull, fica na ponta mais a oeste da península, esta zona protegida que contém um glaciar e ainda um vulcão, é onde ficam também as outras atrações em destaque, e como disse anteriormente, o fascinante neste tour é a harmonia deste (a viagem ao centro da terra de Júlio Verne, é neste cenário); no parque ficam ainda a praia de areia negra Djúpalóssandur , é simplesmente deslumbrante, além da areia negra restam destroços de um barco de pesca Epine GY7, destaco sobretudo as formações rochosas, uma delas forma como que um buraco redondo,um cenário simplesmente soberbo um dos locais que mais me fascinou; os pináculos Lóndrangur, uns tampões vulcânicos de basalto tendo 75 e 61 metros. A vila de Arnastapi, é outro local a visitar no tour, além das falésias deslumbrantes, nota de relevo para o Gatklettur, uma formação rochosa em forma de arco que com o mar como pano de fundo é deslumbrante, junto desta nota ainda para a estátua Bárõur, uma escultura em pedras da região, com uma pequena passagem / arco inferior.

 

falésias Gatklettur , na vila Arnastapi – Islândia

 

estátua Bárõur, na vila de Arnastapi – Islândia

 

Em todos os tours algumas paragens serão acrescidas em locais menos importantes, mas de grande beleza, além de claro como tenho referido toda a envolvência que podemos encontrar em toda a ilha /país é indescritível, um verdadeiro aglomerado de cenários que superam o imaginário.

 

cascata Kirkjufellsfos, Islândia

 

cascata Kirkjufellsfos e montanha Kirkjufell – Islândia

 

campos de lava de Berserkjahraun, Islândia

 

campos de lava de Berserkjahraun, Islândia

 

Nota ainda para tours de barco para o avistamento de baleias, ou para ir até aos glaciares, até aos vulcões, um deles o mais recente que entrou em erupção, ir até aos Fiordes do Oeste entre outras muitas ofertas.

Além destes tours fantásticos que fiz e muitos outros, caso estejam com carro ou caravana, podem ainda acrescentar na rota, além destes pontos de interesse, muito mais para ver, de forma a melhorar a rota e para por exemplo para não ter de voltar à capital, além de claro poder descobrir paisagens de cortar o fôlego e nos deixar de coração cheio; recomendo descarregar uma aplicação com mapas offline e criem uma rota.

 

praia de areia preta Reynisfjara, Islândia

 

praia de areia negra Djúpalóssandur e destroços do barco – Islândia

 

praia de areia negra Djúpalóssandur – Islândia

 

praia de areia negra Djúpalóssandur – Islândia

 

Creio que a verdadeira magia da Islândia é descobrir a sua envolvência…, um simples café numa zona remota, num acolhedor e quente café ou restaurante, contemplar todo este cenário recheado de paisagens espetaculares e que parecem ser de um país fora normal é o ingrediente principal, partam à descoberta e deliciem-se com as ofertas da terra do fogo e do gelo.

 

Viagens Felizes 

 

parque Nacional Snaefeljsjökull, Islândia

 

parque Nacional Snaefeljsjökull, Islândia

 

Lögberg (rocha da lei; antigo parlamento), Islândia

 

Dicas e notas:

Existem voos diretos do Porto e de lisboa pela (nova) companhia low-cost Play, o voo demora cerca de 4h e custa desde uma média de 100€ por trajeto (em algumas pesquisas, a viagem de ida e volta ronda os 230€); outra opção que não sendo tão prática pode ficar bem mais barata é de fazer dois separados para cada trajeto, Milão e Londres são ótimas opções, pois em ambas as ligações são baratas, eu no total dos 4 voos, em que fui do Porto – Londres – Reykjavik e regresso, sendo que paguei menos de 80€ no total, mesmo que tenha de dormir num dos destinos pode sair em conta, as companhias Wizz Air e Easyjet oferecem a melhor combinação de voos.

 

O aeroporto internacional Keflavik (KEF) fica a cerca de 50 Km do centro da cidade, existem duas companhias de bus que vão diretos, a Flybus que vai para a estação de bus BSI ; a Aiport direct, este vai o Reykjavik terminal ( junto do hostel onde fiquei), os preços rondam 3.390 ISK, cerca de 23€ , levando cerca de 45 minutos. O bus local Straeto também tem uma linha que vai desde o aeroporto para Reykjavik, a linha 55 opera custa 1960 ISK, cerca de 13€, sendo que os horários são mais limitados e demora cerca de 1h até ao centro da cidade; podem pagar em dinheiro (penso que deverá ser na quantia exata), cartão bancário ou com a app.

Parque Nacional Thingvellir, Islândia

 

Parque Nacional Thingvellir – Islândia

 

Á semelhança de outra ilhas na Europa, a melhor forma de as conhecer é alugando um carro, contudo além desta opção, na Islândia outra opção que será ainda mais fascinante será numa autocaravana, pois liberta nas questões do alojamento, bem como algum imprevisto em que tenhamos de ficar retidos na estrada e dado que a ilha é segura é sempre possível pernoitar em vários locais e deliciar-nos com a beleza e envolvência soberba da Islândia.

Como tudo na Islândia é caro (em tom de brincadeira os locais dizem que apenas a água e energia, através da geotermia, são baratas), alugar carro ou autocaravana é muito caro, um conselho é fazer aluguer com seguro completo, pois na eventualidade de algum acidente ou avaria, podemos precaver dissabores, podem pesquisar em vários agregadores de rent-a-car ou ver em sites de empresas locais, a título de curiosidade um grupo de amigos de Lisboa que conheci no hostel (a quem deixo desde já um grande abraço, sobretudo para o Diogo), pagaram cerca de 100€/dia por um carro com seguro completo.

 

uma pequena cascata no tour Snaefellsnes Península – Islândia

 

Para quem como eu vai sozinho, ou não quer conduzir tanto os tours são bastantes (com várias combinações) tendo várias companhias a operar os mesmos; eu fiz alguns dos tradicionais de minibus e/ou bus regular, os tours são bastante semelhantes e os preços não variam muito (nota para que alguns podem esgotar rápido, ou podem encontrar promoções já próximo do dia para completar o tour), os tradicionais como a Blue Lagoon, Golden circle, South coast, as auroras boreais (Northern Lights) e os glaciares, têm uma oferta enorme e muito semelhante (varia apenas em alguns operadores nos pontos que se podem juntar, como por exemplo a golden circle com secret lagoon, etc) o tour da Snaefellsnes Península, já tem menos companhias a operar, sendo no entanto igual ou muito semelhante entre as mesmas; outras opções mais distintas são por exemplo: jipes grandes 4×4, ou bus também com umas rodas enormes, ver as Northern Lights em barcos, entre outros; eu como fui sozinho acabei por fazer sobretudo tours pois além de prático acabava por ficar mais em conta (se bem foi uma boa parte da despesa, pois como já referi aqui tudo é caro, em todos os tours + entrada na blue lagoon gastei cerca de 500€). Deixo aqui as companhias com as quais fiz tours e os respetivos links, em todas elas tive ótimo atendimento e foram boas experiências:

Bustravel  » Aqui

Reykjavik excursions » Aqui

Reykjavik sightseeing » Aqui

Holiday tours  » Aqui

Artic adventures  » Aqui  (este tem mais oferta nos glaciares), fiz reserva nesta companhia mas quem operou a Your day tours  » Aqui

 

zona do vale Haukadalur, Islândia

 

zona dos geysers, no vale Haukadalur – Islândia

 

Uma boa alternativa para quem não quer alugar carro, ou que vá como eu sozinho, é utilizar os transporte público, no site oficial além de operar na capital, tem linhas que percorrem todo o país; a rede é bastante extensa ( no site podem ver o mapa com as linhas e planear as rotas), podendo assim ter uma boa perspectiva de toda a ilha, acho que pode ser um bom plano, para visitar algumas cidades mais distantes e/ou simplesmente contemplar a beleza da Islândia, confesso que era para o fazer mas nos dias em questão o tempo estava péssimo, sendo inclusive num deles além de linhas de bus até tours foram cancelados (algo a ter em conta, pois os horários podem ser alterado ou cancelados se o tempo não for o melhor).

 

Próximo de Reykjavik, fica o aeroporto de voos domésticos, o aeroporto Reykjavik faz ligações com outros aeroportos domésticos (11 além deste e do internacional); uma outra alternativa para quem se quer deslocar mais rápido, pois aqui as viagens levam algum tempo para outro extremos da ilha; podem fazer uma pesquisa em agregadores como Skyscanner ou momondo, mas deixo aqui um site com informações, as companhias aéreas que operam e as ligações com o bus público.

Outra opção poderá ser ir de ferry, existem algumas opções, bem como excursões acredito que deva ser bastante caro, mas será certamente uma experiência fantástica, aqui algumas informações; no site da companhia seatours, podem  comprar os ingressos.

 

glaciar sólheimajökull, (south coast tour), Islândia

 

Na Islândia o fuso horário é de menos 1h que em Portugal, a moeda é a coroa Islandesa (ISK), 1€ – 145.5 ISK (Kr); o indicativo é+354 e o domínio de internet é .is

É dos países mais seguros do mundo, pelo que a segurança é enorme, as pessoas são simpáticas e o inglês é fluentemente falado, aliás acho que não vi ninguém que não falasse perfeitamente inglês.

 

uma casa numa pequena quinta (golden Circle), Islândia

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Iati- Seguro de Viagem

BookAway- Reserva de bilhetes Bus, Ferry, Comboio

 

 

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS (+500.000)