3 Jan

FIM DE SEMANA NA CAPITAL DA ESLOVÉNIA- LJUBLJANA

 

Fim de semana na capital da Eslovénia – Ljubljana

Texto e Fotos de António Ribeiro

 

A Eslovénia é um pequeno país, que tem ganho cada vez mais turistas, o seu famoso lago Bled (que infelizmente não pude visitar) é talvez a sua jóia da coroa, a sua capital ali bem próxima merece sem dúvida uma visita é a principal porta de entrada, a segunda maior cidade Maribor, ou a bela e histórica cidade de Piran já junto da cidade italiana de Trieste, fazem parte entre outros do que podemos visitar na Eslovénia.

 

Ponte Dragão, Ljubljana

 

Eu fui apenas passar um fim de semana a Ljubljana, dado que para chegar aqui não temos muitas alternativas, pois temos apenas voos acessíveis desde Berlim, Londres e Bruxelas (pela wizz air e EasyJet), eu fui desde o Porto para Londres, após umas horas segui para Ljubljana.

A capital da Eslovénia merece sem dúvida um fim de semana. Podemos explorar tudo a pé (até porque em grande parte do centro histórico não existe trânsito sequer).

Eu fiquei no centro histórico, partindo daqui em direção ao rio “Ljubljanica” onde comecei pela ponte do dragão, uma ponte pedonal e rodoviária, sendo o dragão um dos símbolos da cidade, dois dragões de cada lado, guardam esta ponte construída em 1901.

 

Rio Ljubljanica

 

Logo do outro lado da margem do rio Ljubljanica temos o mercado central da cidade, como faço sempre fui ali comprar umas frutas locais, e mais tarde almocei por ali, recomendo estas experiências, pois são mais autênticas (já agora a maioria das pessoas fala inglês).

 

Mercado de Ljubljana

 

A seguir temos a praça Vodnik, com a estátua de Valentin Vodnik, que além de padre era jornalista e poeta. Seguindo para a esquerda (de costas para o rio e ficando com o monte onde está o castelo de Ljubljana do nosso lado), seguimos e temos a bela catedral de Ljubljana (igreja de S. Nicolau), com uma cúpula verde e  duas torres, um estilo barroco. Mais à frente temos a praça da cidade, umas das principais praças, onde além da câmara municipal temos a fonte Robba (ou fonte dos três rios Carniolan), originalmente construída em 1751.

 

Museu arte contemporânea Metelkova, Ljubljana

 

Indo novamente para junto do rio onde temos das zonas mais emblemáticas da cidade, a famosa “Triple bridge”, a ponte tripla, o primeiro tabuleiro está aqui desde 1842, sendo os outros dois foram terminados em 1932, tendo sido renovada em 1992 toda a ponte é pedonal, e conta com uma escadaria para irmos até junto do rio, onde circulam por vezes pequenos barcos, e ali perto podemos fazer um tour pelo rio. Aqui junto desta margem temos o bairro mais boémio, “Cankarjev Nabrežje”.

 

Em frente à ponte tripla do outro lado da margem temos talvez a principal praça da cidade, a praça “Preseren” onde acontecem os eventos, celebrações, etc (toda esta área é pedonal), na praça temos a estátua do poeta Esloveno France Preseren, que dá o seu nome à praça, de frente para o centro da praça temos a igreja Franciscana da Anunciação (“Cerkev Marijinega Oznanjenja”), uma igreja num tom vermelho, com as duas torres com os sinos, gostei muito desta praça com a ponte tripla em frente, o bairro boémio aqui perto, os barcos a passar pelo rio…uma zona excelente de Ljubljana.

 

Centro Histórico de Ljubljana, junto á Catedral

 

Não muito longe daqui temos o parque “Zvezda”, inserido na praça dos congressos, aqui estão vários edifícios de relevância como a igreja Ursulina da Santíssima trindade, de estilo barroco, já num estilo neo clássico, o Casino. Seguindo em frente em direção ao principal e maior parque da cidade, o Tivoli (um parque com quase cinco quilómetros quadrados), de destacar a “promenade Jakopic”, uma avenida que é uma galeria de arte ao ar livre.

Antes de chegar ao parque Tivoli, temos a praça da República, e junto desta a Ópera de Ljubljana, o museu Nacional da Eslovénia e o museu de história natural, já mesmo junto ao parque temos a Galeria nacional (um belo edifício que foi remodelado em 2016), o museu de arte moderna e a igreja de S.Cyril (igreja ortodoxa).

 

Catedral de Ljubljana

 

À noite tempo para descobrir a nocividade desta cidade, fiz um “pub Crawl”, que basicamente é um rally tascas em que locais nos levam a alguns bares da cidade, formando assim um grupo de turistas, curiosamente para além de mim e de mais 4 Alemães, havia um grupo de 6 estudantes de erasmus….Portugueses….o mundo sempre será pequeno…

 

Promenade Jakopic, galeria de arte,Ljubljana

 

No segundo dia, visita ao castelo de Ljubljana, o ponto mais alto da cidade. Sem dúvida um ponto que deve ser visitado, daqui temos uma vista fantástica sobre a cidade e o seu rio, o bilhete com o comboio funicular custa 13€, eu na altura subi a pé e paguei apenas 10€, recomendo vivamente a visita ao Castelo, e descobrir a área montanhosa onde este se situa.

 

Castelo de Ljubljana

 

Castelo Ljubljana

 

Descendo novamente para junto do rio, perto da ponte pedonal dos sapateiros, uma ponte de pedra com pilares jônicos e coríntios e que é das pontes mais antigas da cidade, praticamente em frente temos a biblioteca Nacional e universitária de Ljubljana.

 

Comboio para chegar ao Castelo Ljubljana

 

Destaque também para a ponte dos Açougueiros, que basicamente é a ponte do amor de Ljubljana, uma bonita ponte pedonal.

Caminhando novamente para junto do parque Tivoli temos um museu que merece a visita, o museu ferroviário, localizado num antigo complexo industrial, os bilhetes custam cerca de 4€,  vale a pena pois para além de sair fora da caixa nem todos os turistas o conhecem.

 

Ponte dos Açougueiros (amor) de Ljbljana

 

O bairro Metelkova, é um dos mais emblemáticos pontos desta cidade, este bairro é denominado como um centro de artes, sendo também uma espécie de bairro alternativo, onde pela noite os bares com música mais alternativa, como Metal (que é o meu estilo preferido) e punk, cria uma atmosfera simplesmente diferente, se puderem vir aqui á noite por certo vão adorar.

Metelkova, tem para além desta parte central num estilo alternativo com esculturas e decorações das casas bem originais (fez-me lembrar a zona de Christiania em Copenhaga); temos aqui o museu de arte contemporânea de Metelkova, o museu nacional Metelkova e o museu etnográfico, mais que os museus adorei o bairro, e o estilo de vida que aqui se sente neste centro cultural  autónomo.

 

Bairro Metelkova,Ljubljana

 

Bairro Metelkova, Ljubljana

 

Ljubljana merece uma visita, apesar de relativamente pequena, toda a envolvência do rio, do castelo, das várias pontes, de Metelkova…um fim de semana muito bem passado, apenas com pena de não ter tido oportunidade de visitar o lago Bled.

 

Praça do Congresso á noite, Ljubljana

 

Praça Prešeren, á noite Ljubljana

 

Dicas e Notas:

Como já referi anteriormente não existem voos diretos para Ljubljana desde Portugal, podem fazer uma pesquisa nos agregadores, mas eu recomendo ir até Londres, Berlim ou Bruxelas e daqui ir para lá em low-cost (jogando com os horários, ou mesmo dormindo lá dependendo dos preços).

 

Para ir do aeroporto para o centro da cidade temos autocarros locais, mas estes com Horários mais reduzidos, existem serviços de Shuttle, que inclusive têm uma “paragem”, junto da paragem central de bus em Ljubljana; eu apanhei esses shuttles, os bilhetes são ligeiramente mais caros, mas é tudo mais flexível, como cheguei de noite e vim num domingo de manhã era a melhor alternativa os sites oficiais são: arriva.si (o de bus); zup-prevozi nomago.si ; goopti. Eu fui neste último, consultem nos sites pois agora tudo mudou, na altura podíamos partilhar, ou alugar o carro todo, eu paguei cerca de 7€ pelo meu lugar; o serviço é muito bom.

Daqui também temos estes serviços para o lago Bled; se tiverem tempo vão até lá, depois podem seguir para Ljubljana.

 

Galeria Nacional Ljubljana

 

Eu fiquei no centro histórico, onde está a maioria das atrações recomendo ficar aqui perto, notem que nem os táxis vão a algumas zonas no centro, vejam bem as vossas opções de alojamento, mas tentem sempre ficar perto do centro.

Em termos de custos achei à semelhança por exemplo dos preços na cidade do Porto (podendo encontrar hostels acessíveis no centro histórico).

Em termos de gastronomia, recomendo comer na zona do mercado, pois para além a autenticidade é maior, e penso que nos sentimos mais como os locais; de qualquer modo existem restaurantes tradicionais, em que as pessoas falam bem o inglês, a batata e repolhos são predominantes, com muitas sopas, queijo e carnes de porco aves e cordeiro são as mais comuns.

 

Almoço no mercado Ljubljana

 

Uma sopa em Ljubljana

 

A moeda é o Euro, o domínio de internet é o : .si ; o indicativo é +386 e o fuso horário é de mais um hora que Portugal.

O site oficial de turismo é : visitljubljana.com

 

 

 

Para alojamento, consulte aqui.

Para programas de viagem, consulte aqui.

 

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos também aqui:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

SEGURO DE VIAGEM

ARTIGOS DE VIAGEM

PROMOÇÕES DE VIAGEM

RESERVA DE VOOS/ HOTÉIS

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS