MENU
1 Dez

CONHECER A REGIÃO DE APÚLIA (ITÁLIA)

 

Conhecer a região de Apúlia (Itália)

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

O “calcanhar” de Itália é uma ótima região para conhecer, a região de Apúlia (Puglia) tem bastante para conhecer, desde a sua capital Bari, á peculiaridade de Alberobello, zonas de praia como Polígamo al Mare ou Monopoli ou outras cidades como Lecce, Brindsi, Ostuni ou Mateara, são só alguns dos locais que podemos conhecer no sudoeste italiano.

Existem muitas sugestões de roteiros para esta região, eu conheci um pouco desta região e foi uma boa experiência. Deixo aqui o meu roteiro e acrescento algumas sugestões e dicas para descobrir o ” calcanhar da bota de Itália”.

Antes de mais caso vão com mais alguém alugar carro será a melhor opção, contudo, tal como eu podem fazer tudo de comboio (bus no caso de Alberobello), pois o comboio funciona muito bem e vai aos principais locais, e dado que as cidades são relativamente pequenas, podem depois explorar as mesmas a pé.

 

vista de Alberobello- Itália

 

centro Histórico de Bari- Itália

 

Bari

 

Bari é o ponto de partida para esta região, é o principal aeroporto desta região, pelo que será mais fácil começar aqui a descoberta.

A cidade embora que relativamente grande, tem os seus principais pontos turísticos no centro histórico, pela minha experiência um dia inteiro chega perfeitamente para conhecer esta cidade.

O centro histórico além de um punhado de atrações que podemos contemplar, merece uma caminhada para percorrer todas suas ruelas estreitas, as pequenas e acolhedoras casas, desbravar isto tudo é certamente uma “belíssima” opção para fazer durante o dia ou também à noite, em que temos uma beleza noturna muito boa.

As atrações em destaque neste cenário histórico são, entre outras, a Basílica de S. Nicolau, uma imponente basílica de estilo românico, construída em 1087 e que abriga os restos mortais de S. Nicolau; o seu interior é fantástico onde além das três naves e das 12 colunas em granito, salta à vista o seu teto, com umas talhas douradas, juntamente com pinturas do século XVII, podemos visitar a catedral de forma gratuita, próximo da catedral, junto a uma das portas de entrada desta zona amuralhada, fica o Museu Nicolaiano.

 

Universidade. Bari- Aldo Moro- Itália

 

Teatro Comunale, Bari- Itália

 

ruínas de uma igreja, Bari- Itália

 

Piazza Umberto I,Bari- Itália

 

Palazzo del Governo, Bari- Itália

 

museu teatro Margherita, Bari- Itália

 

Bari- Itália

 

Bari- Itália

 

Catedral de San Sabino (Duomo di Bari) é outro local em destaque na cidade, esta bela basílica que é a residência do arcebispo de Bari, é uma magnífica obra construída entres os finais do século XII e inícios século XIII, achei o seu interior muito bonito, com as suas várias colunas e arcos, merece sem dúvida a visita (entrada grátis);  junto da catedral fica o museu da mesma e a igreja da arquidiocese de Bari-Bitonto.

 

centro histórico de Bari- Itália

 

Catedral S. Sabino, Bari- Itália

 

interior Catedral S. Sabino, Bari- Itália

 

Outras igrejas se podem descobrir neste “apertado” centro histórico, como a igreja de San Marco, assim como contemplar as suas casas, e edifícios em pedra bem antigos, umas ruínas de uma igreja, entre outros.

Ao entrar por uma das portas das muralhas (próximo do Palazzo del Gobierno), fica o Museu Cívico de Bari ( a entrada custa 5€) e aqui próximo o palazzo Simi.

Um pouco mais fora do coração do centro histórico, fica o Castelo Svevo, um castelo em que por dentro apesar de ser bem simples, é uma grande e imponente fortificação (por fora é bastante bonito), o seu interior conta com várias salas de exposições nos seus edifícios internos (a entrada custa 6 €), podem consultar os preços de bilhetes e fazer combinações com outros locais na região da Apúlia, fica aqui o link; aqui perto temos também a Igreja de Santa Clara e já em direção ao porto da cidade, nota para o Museu arqueológico.

Castelo Svevo, Bari- Itália

 

Castelo Svevo, Bari- Itália

 

exposição no interior do Castelo Svevo, Bari

 

exposição no interiordo Castelo Svevo, Bari- Itália

 

exposição no interior do Castelo Svevo, Bari- Itália

 

Numa das extremidades da avenida Corso Vittorio Emanuele, fica aquela que para mim é praça mais bonita para desta cidade, a Piazza del Ferrarese, ampla e bonita, é também uma das portas de entrada para o centro histórico, próxima de uma outra praça em destaque na cidade, que é a Piazza Mercantile.

Subindo pelo lado direito da piazza ferrarese, vamos encontrar um miradouro e onde fica o Fortino Sant’Antonio, bonita a sua entrada nesta parte superior e que de noite ganha um charme ainda maior, junto do forte inicia-se  aí a Muraglia de Bari, ou seja vamos caminhar sob parte da muralha da cidade é uma zona fantástica e que gostei bastante, principalmente de caminhar aqui pela noite com a sua iluminação e vista que nos dá, muito agradável.

Voltando para junto da piazza del ferrarese (onde fica também além do posto de informações turísticas, o antigo mercado de peixe), temos um dos edifícios mais bonitos da cidade, que é o Museu Teatro Margherita, seguindo pela marginal à beira mar, a Lungomare Arnaldo di Crollalanza, podemos ainda alcançar caminhando um pouco, a Pinacoteca de Bari que se destaca pela sua torre alta, um pouco mais à frente a zona onde fica uma das praias mais próximas da cidade, Pane e Pomodoro.

 

interior Basilica S. Nicolau, Bari- Itália

 

igreja de San Marco, Bari- Itália

 

Fortino Sant’Antonio, Bari- Itália

 

Fortino Sant’Antonio, Bari- Itália

 

A cidade parece que se divide em duas; desde a zona da estação central, com ruas largas (algumas pedonais) e com várias lojas de comércio: gelatarias, muitas lojas de roupa ao bom estilo de moda italiana ( os franceses que me perdoem mas para mim a melhor moda é a Italiana é a melhor), cafés e restaurantes; até chegar ao  Corso Vittorio Emanuele, na Piazza Libertà;  aqui temos a Casa do governo e o Teatro Comunale, ainda temos entre outras atrações nesta área da cidade, o Palazzo Fizzarotti, o parque Garibaldi, ou a Igreja de San Francesco (seguindo pelo corso V. Emanuele, para o lado oposto do museu teatro Margherita). Vindo da estação central podemos ainda ver a Piazza Umberto I ( e a Universidade Bari, Aldo Moro), a igreja S.Ferdinando, o palazzo Minuzzi, no corso cavour, fica o Teatro Petruzzelli e o edifício da câmara do comércio e indústria; estes e outros locais que facilmente podemos explorar antes de então seguir para a outra face da cidade, uma zona da cidade totalmente diferente, que é o seu centro histórico.

 

Basilica S. Nicolau, Bari- Itália

 

A gastronomia em Itália é muito boa, sendo esta a região que está junto do mar, em que por certo o peixe e mariscos são algo de qualidade e que têm destaque, nos restaurantes locais, a região conta também com muita agricultura, azeite e vinho de qualidade, bem como frutas e legumes locais.

Uma simples sandes com queijo (“formaggio”) ou dos salames típicos são uma delícia, existem muitas ofertas, alguns locais vendem variadas sandes (“panini”) com estes e outros produtos típicos; as pizzas e pastas são também algo a degustar como é óbvio.

Algumas coisas mais típicas desta região são a Focaccia Barese, ou por exemplo os salgadinhos Taralli, que são ótimos para um souvenir (contam com vários sabores), mas partir á descoberta é sempre uma boa opção, acredito que só o facto de serem produtos locais e típicos, será uma ótima experiência.

 

Alberobello

 

Visitar esta linda e peculiar cidade não leva muito tempo, mas o encanto é soberbo, as pequenas casas com o telhado de pedra como que um cone, as Trullis, cada Trullo é uma obra de arte.

Alguns no telhado exibem em branco alguns símbolos, casas de hóspedes, cafés, lojas de souvenirs e claro casas habitacionais onde ainda vivem pessoas nestas acolhedoras pequenas casas, existem algumas que têm entrada grátis, uma delas mantinha a sua originalidade, como que a casa dos avós, achei muito interessante.

Vale a pena vir aqui ver toda esta pequena cidade, tem um charme fantástico, e admirar estas ruazinhas com todas estas casinhas, é sem dúvida fantástico.

Visitei em cerca de 3 horas, caso vão num ambiente romântico pode ser uma boa experiência pernoitar num destes Trullis e contemplar toda esta beleza à noite.

Simplesmente percorrer esta aldeia de trullis é belíssimo, uma ótima experiência e bem fora do habitual.

 

Trullo sovrano, Alberobello- Itália

 

interior de um Trulli original, Alberobello- Itália

 

Alberobello

 

Alberobello (lado menos turístico)

 

Além deste aglomerado de telhados cónicos, dos Trullis, destaque ainda para a sua bonita catedral, a Catedral de Santi Cosma Damiano, construída em 1885, é de estilo neoclássico e além se destacar entre os seus “vizinhos” Trullis, por dentro é também bastante bonita; ligeiramente mais atrás da Catedral fica o museu Trullo sovrano uma casa museu do século 18 com alguns móveis e artefatos ( entrada 2€).

 

interior da Catedral de Santi Cosma Damiano , Alberobello- Itália

 

Catedral de Santi Cosma Damiano ,Alberobello- Itália

 

Praça central em Alberobello- Itália

 

Rua em Alberobello- Itália

 

A Igreja S. António de Alberobello que tem as torres com os telhados iguais ao dos Trullis, o museu house pezzolla, ou mesmo a praça central onde fica o município, serão mais alguns locais que se descobrem por entre esta aldeia branca com telhados cónicos escuros, um local que ficará na memória.

 

Trullo em Alberobello- Itália

 

loja de souvenirs no interior de um Trulli, Alberobello- Itália

 

Lecce

 

Uma das maiores cidades desta região é a chamada “cidade Barroca”, que é a cidade Lecce, a minha visita aqui foi bastante breve, uma vez que anoitecia cedo por esta altura e ainda queria visitar Monopoli, fiz uma pequena visita em que fui apenas a alguns dos principais locais a visitar nesta cidade.

 

Duomo de Lecce- Itália

 

centro histórico de Lecce- Itália

 

O centro histórico fica próximo da estação, pelo que é fácil começar por conhecer o centro desta cidade, na Piazza Duomo, uma das principais praças da cidade, aqui temos a Catedral Nossa Senhora da Assunção, a Catedral de Lecce é de estilo Barroco, começou a ser construída antes, mas tem este aspecto atual desde o século XVII, tendo sido projectada pelo arquiteto Giuseppe  Zimbalo, sendo a sua melhor obra, ao lado da catedral está a sua torre sineira, a Campanile del Duomo; o edifício mais alto da cidade com 68 metros de altura; junto da catedral, ainda na mesma praça, fica o Palazzo Arcivescovile, também ele de estilo barroco, alberga o Museu de Arte Sacra, data de 1420-1428,tendo sido posteriormente renovado em estilo rococó; fica aqui ainda o Seminário antigo.

 

Porta Napoli, Lecce- Itália

 

Basílica da Santa Cruz, Lecce- Itália

 

No centro histórico da cidade temos ainda em destaque a Piazza sant’Oronzo, onde fica a e, o Anfiteatro Romano de Lecce, apesar de ter sido descoberto já no final do século XIX, é uma peça de história desta cidade; nesta praça ficam ainda o Palazzo del Seggio (onde fica o posto de turismo) ficando ao lado da antiga igreja de San Marco, a colonna sant’Oronzo, uma coluna redonda com a estátua de sant’Oronzo, que é o santo padroeiro da cidade; seguindo por uma rua estreita deste centro histórico, vamos encontrar o Museu Judaico, pode ser visitado por 9€ (museu e exibições temporárias), aqui bem perto deste museu,fica outro dos pontos mais importantes desta cidade, a Basílica da Santa Cruz, uma imponente basílica de estilo gótico com uma fachada soberba, com a sua enorme vidraça redonda no centro, foi construída 1695.

Em termos de bilhetes, podemos fazer várias combinações, o bilhete “Lecceclesiae full ticket”, que inclui entradas além desta basílica e da catedral (Duomo), junta também:

Igreja de San Matteo uma igreja de estilo barroco (com destaque para o seu altar), pertence à ordem Franciscana Terziarie e data de 1700 pelo arquiteto Giovanni Larducci.

A Igreja de Santa Chiara em estilo gótico e que foi construída entre 1687 e 1691.

O valor do bilhete para estes locais tem o valor de 9€, deixo aqui o link.

 

Anfiteatro romano de Lecce- Itália

 

Ao lado da basílica fica o Palácio do Governo, que é também um belo edifício.

Outro local em destaque é o Castelo Carlo V, um castelo que foi originalmente construído no século XII e ampliado no século XVI, sendo o maior castelo desta região da Apúlia; a entrada custa 10€

Podemos percorrer o centro histórico da cidade de Lecce que é maior que o de Bari, não o acho tão aconchegante, mas conta também com uma beleza relevante, onde é notário este estilo gótico. Sendo uma cidade amuralhada, tem algumas portas de entrada de imponência e beleza muito relevantes destacam-se a Porta Napoli e a Porta Rudiae.

Algumas igrejas como a Basílica S. João Batista (san Giovanni Battista al Rosario), a Chiesa di Santa Teresa ou a Chiesa di Sant’Irene, são algumas locais que iram por certo completar esta visita à “cidade Barroca; junto da estação central de comboios fica ainda o Museu Ferroviário de Puglia (bilhetes 5€).

 

Porta Rudiae, Lecce- Itália

 

Monopoli

 

Depois de Lecce fiz uma paragem em Monopoli, uma vez que anoitecia cedo e não estava no verão retirei Polignano a Mare (mas recomendo vivamente virem  aqui também), a cidade de Monopoli é lindíssima, tendo sido a par de Alberobello as que mais gostei, o seu pequeno centro histórico em ruas sinuosas e pequenas de pedras brancas de mármore, numa pequena elevação junto do mar, é uma delícia conhecer este centro histórico, achei mais bonito que o de Bari e com a proximidade maior do mar, numa harmonia e tranquilidade enormes.

 

Piazza Vittorio Emanuele II, Monopoli- Itália

 

Monopoli- Itália

 

Monopoli- Itália

 

Cala Porta Vechia, Monopoli- Itália

 

Uma bonita praça, a Piazza Vittorio Emanuele II, dá as boas vindas antes de entrar neste aconchegante centro histórico, aqui além poder fazer o “percurso turístico” que é um trajeto á volta da cidade, temos ainda alguns locais de destaque, como a  bela Catedral Maria Santíssima della Madia, uma catedral de mármore e de estilo barroco, que passou por várias fases de construção, sendo a última terminada em 1772;  do lado direito da sua entrada temos ainda uma enorme parede, construída em 1786 e com 33 metros de altura.

 

interior da Catedral Maria Santíssima della Madia, Monopoli- Itália

 

Catedral Maria Santíssima della Madia, Monopoli- Itália

 

parede lateral junto da catedral, Monopoli- Itália

 

O Castelo Carlo V, um castelo construído em 1544, de formato pentagonal era o principal ponto de defesa da cidade; o Museu Arqueológico Cripta Românica; a Igreja de S. Leonardoigreja S. Maria Amalfitana, e outros locais podem ser admirados, vale a pena percorrer as ruas desta acolhedora e simpática cidade, quer no seu coração (mais no centro), ou na chamada “lungomare”, que é a zona/ marginal que fica junto ao mar (que vai até ao castelo); ir para junto do porto e ver os pequenos barcos de pesca também é um bom local para ver e fotografar.

 

Castelo Carlo V, Monopoli- Itália

 

Caso tenham tempo e o tempo assim o convide desfrutem de algumas das suas belas praias, tal como a sua vizinha Polignano a Mare vamos encontrar praias deslumbrantes, algumas delas são: Cala Porta Vechia (a que fica mais próxima da cidade com uma bela vista sobre o centro histórico), porto rosso, cala susca, purple beach, porto bianco, lido colonia entre muitas mais.

 

Viagens Felizes

 

 

Dicas e notas:

 

Temos voos diretos desde o Porto e Lisboa pela Ryanair.

O aeroporto de Bari (BRI), fica a cerca de 10 km do centro da cidade;  podemos ir de comboio/ metro Ferro Tramvia, a estação fica do lado esquerdo do terminal, mas depois temos de caminhar um pouco pelos túneis até chegar às plataformas, o bilhete custa 5.1€ e demora cerca de 20 minutos à estação central (frequências a cada 40 minutos sensivelmente); Junto da entrada da estação temos o bus local da empresa Amtab, é a linha 16, demora mais tempo ( cerca de 45 minutos) mas é o mais barato, menos de 2€; podem ir também pelo bus Shuttle da Terravision, o bilhete custa 4€, demora cerca de 30 minutos parando também junto da estação central, parte sensivelmente a cada hora.

 

Alberobello- Itália

 

Para ir de Bari para Alberobello, a melhor forma é de bus, o bus pertence á rede de comboios da TrenItalia ( rede sudeste), o bus parte do largo sorrentino, do outro lado da entrada principal da estação central de comboio, a viagem demora pouco mais de 1h e custa 4.3€ podem comprar os bilhetes no site da Trenitalia, ou na estação de comboios, ou no regresso em Alberobello, no bar do posto de gasolina junto de onde para o bus. não se vendem a bordo e costuma estar sempre com muita gente.

Para as outras cidades a melhor forma é de comboio, o comboio em Itália funciona bem, tendo várias ofertas com os regionais a preços mais baratos e os intercidades que conectam mais rápido (talvez apenas pode valer a pena para ir de Bari a Lecce, sendo que regional demora cerca de 2h e o rápido 1h e vinte), façam a vossa rota, pois muitas ficam de caminho, Monopoli fica a apenas 35 minutos de Bari e a caminho de Lecce; noutras cidades que merecem visita no percurso entre Bari e Lecce são: Polignano a Mare, Brindisi, Ostuni ( estas ficam no percurso de Bari para Lecce), a norte de Bari temos por exemplo Barletta, Bitonto ou Manfredonia; ainda destaque para Taranto, que fica já no lado do mar Jónico, ou Otranto que ficam ainda mais a sul de Lecce, sendo assim várias as cidades em que podemos desfrutar desta bela região no sudoeste italiano.

 

Caso vão de carro podem conhecer toda a região e ficar em locais distintos, caso como eu desloquem de comboio ou bus, acho a melhor opção ficar em Bari (de preferência próximo da estação), podendo assim posteriormente deslocar entre as cidades ou praias pretendidas.

Qualquer altura é boa para fazer uma escapadela até esta bonita região, no entanto no verão pois podemos aproveitar para mergulhar nas águas do Adriático e aproveitar as várias e belas praias espalhadas por aqui.

 

S. Nicolau, Bari- Itália

 

Podem pagar com cartão em quase todos os locais, levem apenas algum dinheiro em numerário, “just in case”, mas o cartão será o suficiente.

As cidades onde estive são bastante seguras e pelo que falei com outros turistas e locais toda a região é também bastante tranquila, achei os preços aqui bastante acessíveis, mais baratos que em outras regiões de Itália onde lá estive.

A moeda na Itália é o Euro, o fuso horário e de mais uma hora que em Portugal, o indicativo é +39 e o domínio de internet é: .it

 

Reserva de Bilhetes para Bus, Ferry ou Comboio: Aqui

 

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Bestravel- Promoções de viagem

Rental Cars- Aluguer automóvel

Amazon– Artigos de viagem

BookAway- Reserva de bilhetes Bus, Ferry, Comboio

 

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

PROMOÇÕES DE VIAGENS

ARTIGOS DE VIAGEM

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS