29 Dez

CÔTE D’AZUR: NICE, ÉZE E MÓNACO

 

Côte d’Azur: Nice, Éze e Mónaco

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

A Côte d’Azur em França merece uma visita, quer seja somente para desfrutar das suas praias, ou para visitar cidades mais pitorescas sem, claro, esquecer o luxuoso principado do Mónaco.

Como temos voos diretos de Lisboa e Porto para Nice pela EasyJet (embora por vezes os da TAP não sejam muito mais caros), conseguimos preços acessíveis para conhecer esta cidade francesa e daqui podemos fazer uma visita a Éze (uma pequena vila medieval no topo de uma montanha, com uma vista maravilhosa sobre o mar mediterrâneo), ao principado do Mónaco, com o casino de Monte Carlo, as suas lojas e carros luxuosos, assim como o seu famoso circuito de fórmula 1.Também merece uma visita a Cannes, a cidade do festival de cinema e as suas praias, que aqui ao contrário de Nice, em vez de cascalho já são de areia.

 

Placa de Nice

 

Nice é uma cidade com bastante vida e com pontos interessantes para conhecer, para além da sua famosa “promenade des anglais”, caminhamos ao longo da sua grande zona costeira as várias praias com a particularidade de em vez de areia serem de cascalho.

Comecei logo pela sua bela “gare de ville” (onde ficava o meu Hostel) depois, descendo para a sua principal avenida de comércio, a “avenue Jean Médecin” encontramos desde logo a catedral de Notre Dame de Nice, a maior igreja de Nice inspirada na catedral de Paris, terminada em 1879. Percorrer toda esta avenida onde ao fundo desta temos a praça Massena, a praça mais mediática da cidade, onde vários eventos  acontecem; ao centro temos a fonte do sol (“fountain of the sun”), fonte inspirada na fonte Neptuno em Florença, está aqui desde 2011. Do lado direito o jardim Alberto 1º, um bom local para descansar, ao fim deste, o Casino.

 

Catedral de Nice

 

Gare de Nice Ville

 

Fountaine of the sun

 

Do outro lado da fonte temos a bela e grande “promenade du Paillon”, um caminho verde com extensos jardins, onde tem logo no início um espelho de água com os seus inúmeros jactos de água; estendendo-se todo este espaço verde até ao museu de arte contemporânea.

Descendo atrás da fonte entramos na parte histórica de Nice. Devemos perder aqui pelo menos uma tarde inteira a descobrir os encantos desta bela zona histórica, suas ruelas e casas estreitas; entre outros, destaque para a capela da misericórdia; o “cours Saleya”, que é a principal rua pedonal comercial do centro histórico; a praça Rossetti, com vários bares e Restaurantes e com vista para a catedral de Nice, que é a sede da diocese tendo sido esta igreja terminada em 1685; a igreja da Anunciação ( ou santa Rita), entre outros, descobrir a parte velha, e tomar um belo café e um croissant.

 

Espelho de àgua de Nice

 

Nice vieux Ville

 

Nice vieux Ville

 

A colina do castelo de Nice é visita obrigatória; no topo da colina com uma vista magnífica sobre a cidade, principalmente destaque a vista sobre a zona costeira a “promenade des anglais”, o porto de Nice e de Lympia; a sua cascata de água no topo, assim como o cemitério do Castelo, merecem uma visita. Descendo novamente podemos fazer uma visita à torre Belanda, e daqui também ter uma vista sobre as praias de cascalho de Nice ( e do letreiro I love Nice)

Recomendo um dia inteiro pelo menos para conhecer esta cidade para além de desfrutar das suas praias do mar Mediterrâneo.

 

Cascata de água no Castelo Nice

 

Torre Belanda, Nice

 

Praia em Nice

 

Partindo de comboio na estação central de Nice, chegamos em cerca de 15 minutos à vila medieval de Éze (ao fundo, na estação) daqui para chegar à parte medieval no topo da montanha,  podemos ir de bus, que passa de hora em hora, ou aventurarmos-nos e subir pela encosta num trilho por cerca de 45 minutos até às portas desta Vila.

Vale a pena perder uma manhã por esta bela Vila, apenas o jardim é com entrada paga; eu vi apenas a cidade, percorrendo as pequenas ruas e admirando as suas construções, e a sua magnífica vista sobre o mediterrâneo.

Almocei uma boa baguete num supermercado local, junto da saída das portas da parte medieval (os restantes aqui não são nada baratos). Subi mais um pouco nas montanhas circundantes (que têm mais trilhos para quem quer subir mais alto e percorrer mais trilhos montanhosos) onde podemos fotografar de uma boa perspectiva a parte medieval e claro sempre com o mar mediterrâneo como pano de fundo.

 

Vista do topo sobre a parte medieval de Éze

 

Parte medieval de Éze

 

Loja em Éze

 

Para ir ao Mónaco podemos ir de bus, em que o tempo é cerca de 50 minutos e o bilhete apenas 1€, já de comboio levamos cerca de 20 minutos e o custo cerca de 4€.

Por curiosidade eu fiz cada direção do trajeto de sua maneira, o bus apesar de mais lento tem a vantagem de passar á beira das várias vilas pitorescas junto ao mar.

Mónaco dá para conhecer a pé (para quem gosta de caminhar), desde logo na parte de Monte Carlo, onde temos para além do famoso Casino, o museu de Monte Carlo, o seu belo palácio e a sua ópera, assim como os seus belos jardins, e claro o famoso café de Paris; ao fundo, junto do mar e antes de chegar junto da praia Larvotto temos o multiusos “Grimaldi Forum”, junto ao mar podemos observar os seus portos com os iates luxuosos, e os carros de alta cilindrada a circular na avenida; Destaque também para o jardim Japonês, um belo jardim de entrada gratuita, fantástico; destaque também para o museu oceanográfico.

 

Casino Monte Carlo

 

Indicções turísticas de Mónaco

 

Na cidade do Mónaco, destaque claro está para o Palácio do Príncipe; originalmente uma fortaleza, este belo palácio com uma arquitetura de mistura de vários estilos, é atualmente a residência oficial do Príncipe do Mónaco e sua família, ao lado a estátua de Francisco Grimaldi e a Apotheosa Monaca, e os canhões. Daqui do palácio temos uma vista fantástica sobre Monte Carlo e o porto de Fontvieille.

A catedral de S. Nicolau, próximo do caminho das esculturas, indo em direção ao porto de Fontvieille, os museus: Náutico, de selos e moedas e de carros de coleção, juntos do jardim Zoológico; o estádio D. Filipe II ( estádio do clube local AS Mónaco), assim como percorrer o pequeno centro histórico de “Mónaco Ville” , as ruas estreitas e onde as casas todas num fantástico estado de conservação, assim como por exemplo a catedral  merecem uma visita.

No topo deste principado temos o jardim exótico, para chegar aqui não é fácil tendo de caminhar um pouco, e apanhar vários elevadores, ou claro ir de bus (o nº2), os bilhetes custam cerca de 8€.

 

Igreja S. Nicolau,Mónaco

 

Palácio do Príncipe Mónaco

 

Ville Mónaco

 

Tenham uma app como Triposo; mapsme; os guias lonely planet, etc. onde podem ver e marcar vários locais, criando assim uma rota, e em modo offline usar apenas com o gps; eu por vezes prefiro ter o mapa em papel pois traz mais locais de interesse por vezes menos conhecidos.

Eu quando fui estava a ser montado o circuito do GP do Mónaco, claro que para os amantes de velocidade há mais para descobrir, e que sabe por exemplo alugar um carro para percorrer este circuito famoso.

 

Museu Japonês, Monte Carlo

 

Nota para Cannes, como consegui um tempinho extra dado que o meu voo era ao fim da tarde, fui até Cannes, uma muito breve visita, junto do local onde se realiza o festival de cinema de Cannes, com o passeio da fama e as suas belas praias, temos também uma zona histórica agradável, confesso que vi pouco estava com uma amiga que vive em Nice e apenas fomos aqui para pôr a conversa em dia, e apanhar um pouco de sol…apesar de ter sido um curta visita, se tiverem tempo façam uma visita (podem ir até aqui de bus ou de comboio).

Fiquei num Hostel junto da estação central de Nice (Hostel Antares), também tinha quartos individuais e com a vantagem de ter zona comum e cozinha, onde podíamos cozinhar  e beber cervejas frescas compradas no supermercado ao lado. Apesar de ter de caminhar um pouco para ir até ao centro histórico e à praia, como fui visitar em dias diferentes Mónaco e Éze, preferi ficar próximo da estação.

 

Éze, rua na parte medieval

 

Nice é uma cidade relativamente cara, não deixem de provar pelo menos os croissants de chocolates típicos de Nice ” pain au chocolat”…..

Os bares são caríssimos, mas vale a pena guardar uma noite para beber umas cervejas, principalmente na zona histórica.

Para ir do aeroporto de Nice para o centro podemos ir de metro (linha azul, 2), ou de bus linha nº 12, os bilhetes custam entre 1.5 e 2€ visitem o site oficial de transportes.

Como sabem a moeda é o Euro, e o fuso horário é de mais uma hora, o indicativo telefónico é +33.

 

Notre Dame á noite em Nice

 

 

 

Para alojamento, consulte aqui.

Para programas de viagem, consulte aqui.

 

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos também aqui:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

SEGURO DE VIAGEM

ARTIGOS DE VIAGEM

PROMOÇÕES DE VIAGEM

RESERVA DE VOOS/ HOTÉIS

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS