MENU
16 Jan

VISEU, SENHORA DA BEIRA

 

Viseu Senhora da Beira

Texto & Fotos de António Ribeiro

 

Viajar em Portugal também nos trás experiências fantásticas, no coração de Portugal temos um exemplo de que temos ofertas com grande qualidade, a “senhora da beira”: Viseu.

Viseu é a capital da Beira Alta e tem muito para oferecer, a “cidade Jardim” muito conhecida pelos seus jardins sempre bem ornamentados e em bom estado, enche de orgulho os Visienses. Tendo já sido considerada a melhor cidade para viver, temos aqui uma excelente opção para desfrutar de um belo fim-de-semana.

 

Rua Direita, Viseu

 

Muralha romana e rua formosa, Viseu

 

A terra de Viriato (onde se acredita que aqui tenha nascido o líder Lusitano), do Rei D. Duarte, do cônsul Português que ajudou vários judeus a fugir dos Nazis, Aristides  de Sousa Mendes, do pintor Grão Vasco, entre outras figuras de relevo da cidade, a cidade tem um belo centro histórico com inúmeras ofertas. Destacar por exemplo já que tem sido muito  popular ultimamente a Nacional 2, quem queira fazer a N2  vai passar por Viseu, por isso além de fazer esta bela rota por uma das mais famosas estradas portuguesas, pode fazer aqui uma pausa, pelo menos um dia para conhecer esta bela cidade.

 

Estátua D. Duarte, Viseu

 

Praça D. Duarte, Viseu

 

Teatro Viriato, Viseu

 

Viseu destaca-se desde logo no seu topo, delineando o seu “skyline” a Sé Catedral é provavelmente o monumento mais importante da cidade, começou a ser construída no século XII, esta bela catedral de estilo Românico onde podemos visitar os seus claustros e seu interior e onde podemos assistir às missas da diocese, é também muito utilizada para celebrar casamentos. A seu lado o museu Grão Vasco, o principal museu da cidade onde temos inúmeras obras de arte, com especial relevo para pinturas de Vasco Fernandes (Grão Vasco), os bilhetes custam 4€.

 

Sé catedral e museu Grão Vasco, Viseu

 

Sé catedral de Viseu

 

Interior Sé de Viseu

 

Claustros Sé de Viseu

 

Do outro lado da praça, a Igreja da Misericórdia, uma bela igreja de estilo rococó da segunda metade do século XVIII, ligeiramente mais abaixo temos a imponente estátua do Rei D. Duarte, uma figura importante pois foi aqui, em Viseu que este rei de Portugal (o Eloquente), o décimo primeiro rei deste país nasceu.

Igreja da misericórdia, Viseu

 

À sua volta vários bares, cafés, restaurantes e lojas de comércio (sobretudo artesanato) e que no verão com as esplanadas cheias dão vida a esta zona mais alta da cidade.

 

Rua da Paz, Viseu

 

Rua Formosa, Viseu

 

Também junto à Sé catedral temos o funicular, uma viagem gratuita que desce daqui até ao campo Viriato; aqui para além da Estátua de Viriato, podemos seguir mais à frente o percurso da cava Viriato. Junto deste recinto, temos ainda a Casa da Ribeira (que é a sede da fundação de proteção de artesanato), aqui toda a envolvência que o rio Pavia trás, torna esta “zona da Ribeira” uma zona bem agradável,  a igreja Nossa srª. Conceição e o Pavilhão Multiusos, (onde ocorrem eventos e concertos), é neste recinto onde se realiza anualmente a feira de S. Mateus; junto ao rio Pavia temos também o shopping Fórum Viseu. Não muito longe daqui temos para além do recinto onde é feita a feira semanal, o parque urbano de S. Tiago, onde para além do café /bar, temos uma boa zona para entreter os mais novos e destaque para o letreiro de “Viseu”.

 

Cava Viriato, Viseu

 

Funicular de Viseu

 

Indo de volta para o centro temos a Praça da República, vulgarmente chamado de Rossio, onde se destaca a Câmara municipal e é também uma referência da cidade, sendo a principal praça da cidade e onde celebrações ou protestos aqui ocorrem, uma bela Praça onde podemos sentar na esplanada e tomar um café, ali em frente também o banco de Portugal, ali perto temos também o jardim das mães, o museu Almeida Moreira, destaque para um belo painel de azulejos (que também é um símbolo da cidade, estando aqui já desde 1931, de autoria de Joaquim Lopes).

 

Banco Portugal, Viseu

 

Jardim das mães, Viseu

 

Painel Azulejos, Viseu

 

Igreja dos terceiros que é uma Igreja de estilo Barroco, do século XVIII e que também é das mais famosas e importantes da cidade) e claro o parque da cidade (Aquilino Ribeiro); aqui ao Rossio vem dar a rua comercial de seu nome rua Formosa, onde temos o mercado 2 de maio, o antigo mercado da cidade (sendo agora revitalizado com pequenas lojas de artesanato), cafés e pequenas lojas de comércio. Cruzando com a rua formosa temos a rua do comércio, que sobe até á Sé, e mais á frente a mais famosa rua de Viseu, a rua direita, onde antigamente se encontrava a maioria do comércio desta cidade, vale a pena percorrer esta rua histórica que ainda conta com algumas lojas bem antigas, e chegando ao fim desta rua temos o Teatro Viriato.

 

Entrada mercado 2 de maio, Viseu

 

Parque da Cidade, Aquilino Ribeiro

 

Não muito longe do teatro, temos o parque do Fontelo, onde se situa o estádio, casa do Académico de Viseu, para além da sua bela porta do Fontelo, aqui temos uma mata histórica, onde está inserido o estádio; as piscinas municipais e vários campos de futebol, assim como um pavilhão, aqui desporto é coisa que não falta, ainda aqui nas imediações temos o Solar dos vinhos do Dão.

 

Câmara municipal Viseu

 

Nota também para a Igreja do Seminário Maior, junto ao jardim Santa Cristina, em que aqui vai dar a rua formosa, e ali no início da rua temos a muralha romana;  a rua do arco, a igreja do Carmo entre outros são pontos que podemos descobrir ao percorrer esta bela cidade, podemos consultar informações no site do turismo ou, na loja que fica na rua formosa, bem perto da Câmara municipal (ao lado do mercado 2 de maio),onde podemos obter informações e o mapa da cidade.

Ligeiramente mais afastado da cidade temos ainda o museu do quartzo, que fica no monte de Santa Luzia.

 

Zona da Ribeira, Viseu

 

A ecopista do Dão que era a antiga linha de comboio, reconvertida agora para uma ecopista, liga Viseu a Santa Comba Dão e tem cerca de 49 km, sendo a mais comprida de Portugal e com uma beleza superior, onde podemos fazer exercício e dar uso á bicicleta.

Para quem gosta de tratamentos termais, para além das mais famosas termas de S. Pedro do Sul, temos mais perto da cidade de Viseu, as termas de Alcafache, San Gemil, e ainda também as de Carvalhais ou Caldas da Felgueira. As ofertas são excelentes, pois esta região é de grande qualidade em tratamentos termais.

 

Porta dos cavaleiros, junto ao teatro viriato, Viseu

 

Os apaixonados por carros podem ir até à serra do caramulo e visitar o museu do Caramulo, e verem as exposições, com destaque claro para a coleção de carros e para o caramulo motorfestival que ocorre em Setembro.

Em termos de lazer temos como ponto mais alto a famosa feira S. Mateus, o certame que reúne concertos; comércio de produtos e artesanato da região, restaurantes, diversões para os mais novos entre outros eventos pela cidade. Realiza-se no mês de Agosto, até meados de Setembro. O certame decorre no campo Viriato e pavilhão multiusos, havendo por vez alguns eventos no centro histórico, no parque do Fontelo e torneios de andebol, entre outros. Vir aqui jantar nos restaurantes que agora têm instalações novas, para depois ver o muitos concertos que ao longo da feira se realizam, comer um pão com chouriço ou uma fartura, comer as enguias, beber uma ginja, visitar os expositores no pavilhão multiusos, ou tanto miúdos como graúdos, se divertirem nas várias ofertas lúdicas.

 

Restaurantes na zona do campo viriato, onde se realiza a Feira S. Mateus, Viseu

 

Ainda temos outro evento (o segundo mais importante) com uma enorme história, que são as cavalhadas de Vildemoinhos, que se realizam pela altura do S. João e em que carros alegóricos, pintam de cor e criatividade as principais ruas de Viseu, a história remonta há muitos anos atrás, em 1652, sendo um agradecimento a S. João por os moleiros terem água para os seus moinhos, para produzirem assim a broa de milho e a farinha para poder abastecer a cidade de Viseu.

Existem também mais duas ofertas que apesar de passarem muitas vezes despercebidas aos habitantes locais, a verdade é que são únicas em Portugal, e não se encontram em muitas cidades por esse mundo fora.

 

Casa da Ribeira, Viseu

 

A Pista de Gelo, um ringue de patinagem em gelo, que funciona o ano inteiro. Podemos ver várias pistas deste género, e até maiores, mas apenas em determinadas alturas do ano, já aqui podemos patinar em qualquer altura do ano.

Podemos alugar os patins e capacete por períodos de 30 minutos ou uma hora, os preços são de 3.5 – 4.5€, sendo mais baratos para as crianças, fica no piso 3 do Palácio do Gelo shopping, um dos maiores shoppings do país, com 6 pisos de lojas e um enorme Ginásio com complexo de piscinas, no site oficial podemos obter mais informações do centro comercial e da pista de gelo.

 

Neve em Viseu

 

Também no Palácio do Gelo, já no piso -1, encontramos uma experiência única que não podemos fazer em qualquer lado, aliás em Portugal apenas o podemos fazer aqui. Entrar dentro de um bar, em que a temperatura é de cerca de -7 *C, e toda o seu interior em gelo.. bancos, decoração, paredes, candeeiros, etc, até os copos em que vamos beber é de gelo; é como entrarmos num congelador gigante, o Bar do Gelo é sem dúvida uma experiência que merece a pena, os preços para dois adultos com a respectiva bebida é de 17.50€ (total); nota para que devido à situação de pandemia se encontra ainda fechado, mas recomendo vivamente.

 

Igreja do Carmo, Viseu

 

Para os amantes de desporto, (como o meu amigo Mário Menezes que também colabora neste site) a cidade conta com dois clubes; o principal emblema é o Académico de Viseu, que tem já uma história algo rica, pois para além de já ter estado por 4 temporadas na primeira Liga, e nessa altura ter uma das melhores assistências em casa;  ainda há pouco tempo no ano de 2019 chegou á meia final da taça da Portugal tendo sido eliminado pelo F. C. Porto.

A casa é o estádio do municipal do Fontelo, um estádio numa envolvência lindíssima, e que para quem ama futebol por certo o irá encantar. Para além do estádio podemos contemplar a natureza nesta bela mata do Fontelo.

Temos uma pequena loja do Académico no Palácio do Gelo Shopping, e se visitarem a mata do Fontelo.

O Lusitano de Vildemoinhos também um clube emblemático da cidade, sendo o clube formador de Carlos Lopes, milita neste momento no campeonato de Portugal e tem alcançado boas classificações tendo estado em três fases de subida à segunda liga, é ainda um dos fundadores da Associação de futebol de viseu e o primeiro campeão distrital de viseu. O estádio é o dos “Trambelos”, em Vildemoinhos.

 

Estádio do fontelo com a selação, Viseu

 

Em Gastronomia nesta cidade Beirã temos em destaque o Rancho à moda de Viseu, que inclusive conta com um festival em que vários restaurantes dão a conhecer os seus ranchos (“Rota do Rancho”); destaque também para o arroz de carqueja, a vitela à Lafões e o entrecosto com chouriço e grelos. Também os rojões, a chanfana ou o cabrito, são de elevada qualidade por aqui e muito tradicionais. O doce típico da cidade é o Viriato.

Não querendo fazer muita publicidade de restaurantes, pois é sempre algo difícil de fazer essa escolha, para além de restaurantes na zona histórica, como o Colmeia, o muralha da Sé ou o Cortiço, temos também outras referências como a marisqueira Casablanca, o Cacimbo, o Magarenha, o Lanxeirão, o Rodízio & Forno da Mimi entre muitos outros, comer bem aqui em Viseu será fácil.

 

Viseu – Restaurante Forno da Mimi- Portugal

 

Viseu faz parte da região dos vinhos do Dão (D.O.C.), uma das regiões mais fortes na qualidade de vinhos, provavelmente a seguir ao Alentejo e Douro;  a casta predominante é a touriga nacional, mas a Jaen e o encruzado também são muito populares, para quem não conhece os vinhos do Dão, por certo se irá encantar com a qualidade variedade que pode encontrar. Entre vinhos que já foram premiados e outros temos: Pedra Cancela, Cabriz, Ribeiro Santo, Vinha de Reis e Casa da Ínsua. Podem visitar no Fontelo, o solar dos vinhos do Dão.

Também é possível fazer Enoturismo, por exemplo temos ofertas na Pedra Cancela e na Casa da Ínsua, onde podemos para além dos vinhos de marca própria podemos degustar compotas, queijos e outros produtos ali produzidos.

 

Igreja dos Terceiros, Viseu

 

Apesar de Viseu não ter comboio (Mangualde é a paragem mais próxima a cerca de 20km),  a rede rodoviária é bastante ampla, sendo servida por várias rotas e ligações de várias operadoras.

A Rede Expressos é a que tem mais rotas, sendo também a mais usada para ir para Porto, Lisboa, Coimbra, etc, mas também temos a Rodonorte; Citybus; Flixbus, Iberocoach, Marques, União entre outras. Para quem quem vem de carro as auto estradas A24 e A25, bem como o velhinho IP3, (sem esquecer a mítica N2) fazem parte das ligações à cidade.

Referência para o aeródromo  de Viseu onde temos a rota regional de Portimão a Bragança.

 

Zona da ribeira, Viseu

 

Em termos de alojamento a Pousada de Viseu e o Hotel Montebelo. São talvez as maiores referências Hoteleiras, contudo Viseu tem uma excelente oferta quer no centro histórico, junto da Sé catedral como o Hostel “Allgo Hostel” e o hotel de Charme Palácio dos Melos, ou o Hotel Grão Vasco, a Pousada da Juventude de Viseu (no Fontelo), entre vários outros Hotéis, pousadas e residenciais, Hostels e Guest houses. Como o alojamento é algo muito pessoal e inclusive pelo tipo de alojamento, orçamento e a localização, recomendo que vejam as várias opções nos sites agregadores.

 

Estátua Viriato, Viseu

 

Em Viseu o centro é relativamente pequeno, pelo que a pé podemos percorrer os principais pontos turísticos. Com a reestruturação da rede de transportes MUV, em que temos 3 linhas circundantes pela cidade, para além das ligações nas povoações mais distantes tendo assim uma rede de transportes acessível. O terminal rodoviário está por esta altura a ser alvo de uma reestruturação.

Em termos de diversões nocturnas, antes de mais fazer referência à mítica e saudosa discoteca Day After, que chegou a ser a maior discoteca de Portugal, com várias pistas de dança e a pista de karting, mas que agora abre apenas para eventos como aconteceu por exemplo no revenge of 90’s.

Temos as maiores concentrações de bares na parte mais “jovem”, na zona de jugueiros junto ao Instituto Politécnico de Viseu e no centro histórico da cidade, que no verão explode de vibrações com as suas esplanadas cheias.

O Ice club; NB Viseu; Sai de Rastos e Palha Club, são as discotecas da cidade; a danceteria Mamma Mia também merece destaque.

Nota para a forte presença das tunas académicas de Viseu, pois esta cidade tem muitos estudantes, desde o I. Politécnico de Viseu, a U. Católica e o Piaget; as tunas: Tuna Dão 1998 e Infantuna são as principais tunas da cidade, mas também temos a Viriatuna, o Real tunel académico entre outros, não posso deixar de colocar o link dos dois hinos a Viseu da Infantuna “ai Viseu” e da Tuna Dão 1998 “Viseu Graciosa”.

 

Podemos descobrir esta cidade na Beira Alta e fazer uma escapadela para poder conhecer o que a cidade jardim nos tem para oferecer, uma oferta vasta e aqui tão próxima.

Viagens Felizes

 

Para alojamento em Viseu, consulte aqui.

 

Reservas (click):

Booking – Alojamento

Get Your Guide– Tours, entrada em monumentos

Bestravel- Promoções de viagem

Rental Cars- Aluguer automóvel

Revolut- Cartão bancário sem taxas

Amazon– Artigos de viagem

 

 

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos nas redes sociais:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

Categorias

PROMOÇÕES DE VIAGENS

ARTIGOS DE VIAGEM

SEGURO DE VIAGEM

BILHETES PARA ACTIVIDADES

GOOGLE TRANSLATE

GRUPO FACEBOOK AMANTES DE VIAGENS