8 Jan

NA ROTA DOS MAIAS COM PATRÍCIA CAMPOS

 

Itinerário de Viagem

 

 

Na rota dos Maias com Patrícia Campos

(Guatemala, Belize e México)

 

Descobrir ruínas Maias no meio de floresta densa e com vista para o mar. O chocolate e o café. Ouvir e sentir um vulcão activo. A exploração de um rio rodeado de floresta tropical. O pôr-do-sol em comunhão com a natureza. Mergulhar em cascatas termais, cenotes e no Mar Caribe. Nadar com tubarões, tartarugas e uma diversidade infindável de peixes e corais. Um passeio de veleiro. Cidades coloniais cheias de história. O picante. Aldeias com tradições ancestrais que nos levarão a viajar no tempo. As cores. A curiosidade e os sentidos despertos. Relaxar numa praia idílica.

Ao longo da Guatemala, Belize e México, esta é uma viagem que surpreende pelas cores e tradições, que nos apresenta novos paladares, que tira o fôlego com a diversidade de paisagens e animais, que nos leva ao passado místico Maia e à qual te irás render com a alegria e amabilidade dos seus povos.

Guatemala, Belize e México

Antígua @ credits The Wanderlust

 

 

Destaques

  • Percorre as ruelas da cidade colonial de Antígua, saboreia o seu café e sobe ao topo do vulcão Pacaya na Guatemala;
  • Explora as ruínas Maias de Tikal na Guatemala, Chichén Itzá e Tulum no México;
  • Mergulha nas águas cristalinas de Caye Caulker ou no enigmático Blue Hole, observando milhares e coloridas espécies marinhas;
  • Descobre os cenotes, as praias paradísiacas, a arte e a gastronomia da Riviera Maia Mexicana;
  • Nada com as tartarugas e observa tubarões no lindíssimo mar do Caribe;

 

 

O que está incluído

Dias: 16

Alojamento: 3 noites em casa familiar, 5 noites em hotel, 7 noites em hostel

Transportes: 2 viagens em shuttle, 4 viagens de autocarro, 2 viagens de barco, todos os transferes nas datas do programa;

27 Refeições: 9 pequenos-almoços, 5 almoços e 3 jantares;

Atividades: Todas as atividades mencionadas no programa;

Guias no Parque Arqueológico Chichen Itzá e no Parque Nacional de Tikal;

Seguro de viagem nas datas do programa;

Acompanhamento e orientação durante toda a viagem pela Patrícia Campos;

Grupos: 5 (no mínimo), 11 (no máximo);

Preço: Consulte aqui.

 

 

O que não está incluído

Passagem aérea internacional;

Suplemento single: A consultar;

Visto: Não aplicável

Taxa de saída do Belize: 17 USD;

Taxas de aeroportuárias;

Alimentação não especificada;

Atividades extra;

Visitas não especificadas;

Despesas de caráter pessoal;

Gorjetas

 

Próximas datas: Consulte aqui.

Rota dos Maias

Mar Caribe @ credits The Wanderlust

 

Itinerário

 

Dia 1 – Chegada a Antígua, Guatemala

Bem-vindos à cidade colonial de Antígua!

É impossível não ficares fascinado com o impacto das cores desta cidade por isso, instala-te e após o merecido descanso, perde-te pelas suas ruas.

Ao final do dia, temos encontro marcado para uma pequena introdução aos paladares Guatemaltecos.

Alojamento: hostel

Alimentação:

 

 

Dia 2 – Antígua, Guatemala

A Guatemala, é produtor de um dos melhores cafés mundiais. A zona de Antígua, graças aos seu solo vulcânico fértil, baixa humidade, dias ensolarados e noites frias, é um dos lugares de referência para o cultivo do mesmo.

Hoje, despertamos cedo precisamente para conhecer as plantações de café e prová-lo de uma forma tradicional com o produtor local, numa caminhada matinal, descendo as montanhas com a cidade no horizonte.

Conhecida umas principais riquezas da Guatemala, voltamos à cidade para percorrer as suas principais avenidas e aprender as especialidades de um barista da cidade.

Mas o dia não termina aqui, passamos ainda pelo Mercado de Artesanato e pelo famoso Museu do Chocolate, para nos deliciarmos com a segunda maior riqueza do país.

Alojamento: hostel

Alimentação:

Antígua Guatemala

Antígua – Guatemala

 

Dia 3 – Antígua, Guatemala

A Guatemala tem 33 vulcões, estando 3 deles activos e o vulcão Pacaya, é precisamente um deles. É para lá que nos dirigimos hoje de madrugada. Vamos subir os seus 2552 metros e ouvir o som de um vulcão ativo, uma experiência única! Durante o nosso percurso, estamos devidamente acompanhados por um guia local e um especialista em vulcanologia e geologia portanto, não há razão para preocupações com eventuais perigos ou dificuldades de percurso.

Para os mais aventureiros, podemos providenciar a subida ao vulcão Acatenango, um dos mais altos vulcões da América Central com 3976 metros e que promete uma panorâmica fascinante (não incluído).

Regressados a Antígua, o resto do dia é para descansar, ou descobrir alguns dos segredos da cidade.

A cidade é colorida de dia e de noite, há vários bares e restaurantes com música ao vivo. Por isso, fica a sugestão de um pé de dança, em modo de despedida.

Alojamento: hostel

Alimentação: almoço ligeiro

 

 

Dia 4 – Rio Dulce, Guatemala

De madrugada, partimos pelos vales montanhosos da Guatemala, numa viagem de 8 horas que nos levará a Rio Dulce. A viagem é longa e cansativa, mas a paisagem é bem compensatória.

Chegados às margens deste rio Centro-Americano, que flui do Lago Izabal para o Mar do Caribe, é tempo de descansar sobre este cenário mágico de selva densa.

A meio da tarde, depois de energias renovadas, exploramos o Rio Dulce em caiaque, por entre desfiladeiros e floresta tropical, habitat de várias espécies de fauna e flora e onde foram filmadas as imagens do filme do Tarzan (1935).

Pelo caminho, há ainda tempo para parar no Castillo San Filipe de Lara, um forte colonial Espanhol, localizado na entrada do Lago Izabal, construído para impedir a entrada de piratas no lago a partir do Caribe, quando esta zona da América Central era um importante ponto de embarque. Para terminar o passeio, assistimos ao pôr-do-sol rodeados desta natureza virgem.

Alojamento: hotel

Alimentação:

Rota dos Maias

Vulcão Pacaya – Guatemala @ credits The Wanderlust

 

Dia 5 – Rio Dulce, Guatemala

Acordamos com a fantástica paisagem que nos entra pela janela e, num salto, seguimos para Estor para conhecer a Finca El Paraíso. Caminhamos por entre a densa selva tropical e chegaremos a uma cascata de águas termais, o local ideal para passarmos algum tempo a relaxar. Como o próprio nome diz, é mesmo um paraíso, onde nos podemos sentar tranquilamente nas águas cristalinas do rio e, ao mesmo tempo, receber uma massagem das mornas águas da cascata.

À tarde, já de regresso, aproveitamos para conhecer esta povoação e descobrir sabores no mercado local.

O fim é passado no terraço do nosso hotel desfrutando da tranquilidade e paisagem que nos envolve.

Alojamento: hotel

Alimentação:

 

 

Dia 6 – El Remate – Tikal, Guatemala

Uma nova viagem, leva-nos por curvas montanhosas ao de longos vales verdejantes até El Remate.

Nas margens do Lago Petén e nas imediações do Parque Nacional de Tikal, entramos um pouco na cultura Guatemalteca. Aqui, ficamos alojados numa casa familiar. Com a familia aprendemos um pouco da gastronomia tradicional: tortilha e tamal, estão no menu do dia.

Alojamento: casa familiar

Alimentação: jantar

Mercado no Guatemala

Mercado no Guatemala

 

Dia 7 – El Remate – Tikal, Guatemala

Sabias que o cacau foi moeda na época dos Maias? Uma centena de grãos de cacau poderia equivaler a 33 dólares!

O fabrico de chocolate é uma tradição ancestral com mais de 3000 anos e hoje, aprendemos a fazer chocolate a 100%.

Pela tarde, vamos até às famosas ruínas Maias de Tikal. Tikal é Património Mundial da UNESCO desde 1979.

Uma cidade poderosa e de grandes dimensões, repleta de templos, pirâmides e acrópoles, que chegou a ter uma população entre 100 000 e 200 000 habitantes no seu auge.

Ao final do dia, subimos ao Templo IV, com cerca de 72 metros de altura, para assistir ao pôr-de-sol mais magnífico da Guatemala, embalado ao som das aves e dos macacos-aranhas.

Alojamento: casa familiar

Alimentação: pequeno-almoço, almoço e jantar

 

 

Dia 8 – El Remate – Tikal, Guatemala

Último dia na Guatemala!

Pela manhã, na companhia de um guia local, partimos à descoberta das comunidades locais da região de El Petén. É altura de apreciar os trajes tradicionais, observar o quotidiano dos locais, aprender um pouco do dialeto local e brincar com as crianças na rua.

A tarde é livre, no entanto, as atividades de que poderás desfrutar são mais que muitas. Podes aproveitar para pescar no lago ou andar de caiaque, descobrir o calendário Maia e a sua medicina natural ou aprender a fazer uma rede ou echarpe tradicional. Será uma tarde bem passada, certamente!

Para acabar o dia, fica a sugestão de um pôr-do-sol junto às margens do Lago Petén.

Alojamento: casa familiar

Alimentação: pequeno-almoço, almoço e jantar

Rota dos Maias

Rosto do Guatemala @ credits The Wanderlust

 

Dia 9 – Caye Caulker, Belize

Prepara-te para uma viagem longa de 6 horas. Ao passarmos a fronteira para entrar no Belize, entramos também num país completamente diferente! Um país com uma sociedade diversificada, compreendendo uma miríade de culturas e línguas, ainda que a fluência inglesa, sinais de uma velha colonização britânica, prevaleça.

Aqui, viajamos entre os verdes campos até à cidade do Belize, o principal porto, centro comercial e antiga capital, seguindo num barco até Caye Caulker.

Ao pisar a ilha tropical no Caribe, entramos noutro ritmo e terminamos no Split a festejar o pôr-do-sol.

Alojamento: hotel

Alimentação: pequeno-almoço

Blue Hole - Belize

Blue Hole – Belize

 

Dia 10 – Caye Caulker, Belize

Caye Caulker é uma ilha tropical de ruas arenosas, apenas com bicicletas e uns carros de golfe. As pitorescas casas de madeira, alinham-se na costa após a primeira linha de palmeiras e, todas pintadas de cores diferentes, formam uma espécie de arco-íris tropical.

Estamos no Caribe por isso, há que dedicar o dia a explorar o mundo subaquático, mergulhando entre corais multicolores.

De manhã partimos num barco até Shipwreck, a região norte de Caye Caulker para descobrir um barco naufragado. Seguimos então até à Reserva Marinha, que inclui grande parte da barreira de coral mais bonita e diversa em Caye Caulker. Conta com esponjas coloridas, Redband Bodião, os amarelos e azuis Peixes Anjo Rainha, Gorgorianos amarelos, Poliquetas Àrvore de Natal, Montastraea cavernosa e muitos mais. Em seguida, e sem receios, mergulhamos para observar tubarões enfermeiros e raias. Com sorte, poderemos avistar algumas tartarugas.

Ao regressar a Caye Caulker, temos a última paragem para nos encontrarmos com os peixes Tarpons, que vivem numa espécie de cavernas que existem ao largo da ilha.

Se és mergulhador experiente, fica a sugestão de uma aventura no famoso Blue Hole, formado há dezenas de milhares de anos, quando o nível do mar era muito mais baixo do que na atualidade. Com a forma de um círculo perfeito, pouco mais de 300 metros de largura e 124 metros de profundidade, proporcionar-te-á um dos mergulhos mais fascinantes do mundo (não incluído).

Alojamento: hotel

Alimentação: almoço ligeiro

 

 

Dia 11 – Bacalar, México

Após esta maravilhosa experiência no Belize, seguimos para o México.

A viagem, em barco e autocarro, será novamente longa, cerca de 6 horas.

O destino é Bacalar, um tesouro escondido no México. Era precisamente aqui, que os piratas do caribe se escondiam com tesouros, no século XVII, nas infiltrações da lagoa com o mesmo nome.

Instalamo-nos nas margens da lagoa e por ali desfrutamos tranquilamente do resto do dia, fascinados com a paisagem. Não deixes de aproveitar para dar um mergulho!

Alojamento: hostel

Alimentação: pequeno-almoço

Rota dos Maias

Criaturas no Mar do Caribe @ credits The Wanderlust

 

Dia 12 – Bacalar, México

Acordaste ainda incrédulo com a paisagem? Sim, estamos mesmo em Bacalar!

Após um mergulho matinal, é tempo de partir à descoberta pelo centro histórico da vila. Ao final da manhã, fazemos uma visita a uma galeria, restaurante e loja de arte desenvolvida por um jovem escultor local. Numa

conversa com ele, seremos guiados pela gastronomia e arte mexicana, tudo à volta da mesa, devidamente acompanhados por uma exaltação do palato.

Depois deste delicioso almoço, estamos prontos para conhecer as 7 cores de Bacalar num passeio de veleiro.

Refúgios de piratas, mergulhos em cenotes, máscaras faciais com lamas e um cénico pôr-do-sol, nos esperam esta tarde.

Alojamento: hostel

Alimentação: pequeno-almoço e almoço

 

 

Dia 13 – Tulum, México

Após uma viagem de 4 horas, estamos à jovem cidade de Tulum.

Instalamo-nos junto ao mar do Caribe e aproveitamos o resto do dia para conhecer as famosas ruínas de Tulum. Este é o primeiro Parque Arqueológico que visitaremos no México, um composto arqueológico maravilhosamente preservado e localizado no meio de uma paisagem deslumbrante, numa das mais dramáticas costas da Riviera Maia. É fascinante a paisagem do El Castillo sobre as águas Caribenhas.

Imagina o que a expedição de Juan de Grijalva, um dos primeiros conquistadores a explorar a costa Mexicana, encontrou assim que se deparou com esta cidade Maia.

Alojamento: hostel

Alimentação: pequeno-almoço

Rota dos Maias

Tulum- México

 

Dia 14 – Tulum, México

Um dos locais arqueológicos mais populares e conhecidas na Terra é, sem dúvida, Chichén Itzá. É para lá que seguimos, ainda antes da invasão diária de turistas.

A manhã é dedicada à exploração do Parque Arqueológico, apreciando os feitos magníficos da civilização Maia acompanhados de um guia local.

O almoço é já na cidade de Valladolid. A segunda cidade mais importante na Península de Yucatán, fundada em 1543 pelo sobrinho de Francisco Montejo, oferece-nos bonitas ruas de paralelepípedos, igrejas e casas antigas, que inspiram uma tranquilidade especial trazida pela história nas cidades mais tradicionais. Nada como aproveitar para dar um passeio pelas suas coloridas ruas e comer um gelado no parque central.

Pela tarde, vamos até uma quinta de cactos, o chamado ouro verde da Yucatán. Aproveitamos para mergulhar num cenote, uma piscina natural formada pelo colapso de camadas de calcário poroso, expondo um mundo secreto subterrâneo de piscinas, no qual os Maias realizavam sacríficos divinos.

Regressamos a Tulum ao final do dia, ainda a tempo de dar uns mergulhos no apelativo mar turquesa cristalino.

Alojamento: hostel

Alimentação: pequeno-almoço

Rota dos Maias

Chichén Itzá – México

 

Dia 15 – Tulum, México

Último dia na Riviera Maia e totalmente livre para aproveitares da melhor maneira!

As sugestões são inúmeras, podes nadar com tartarugas na praia de Akumal, aventurar-te pela Reserva de Punta Allen em bicicleta, renovar energias num Temazcal, (um banho de vapor tradicional Maia), visitar as ruínas de Cobá e as aldeias nos seus arredores, explorar mais um dos milhares de cenotes da região de Yucatán ou apenas desfrutar de um ceviche junto ao mar. Será um dia muito be passado, certamente!

À noite, despedimo-nos do México, em particular, e desta viagem, no geral, em festa. Há salsa no centro de Tulum ou, quem sabe, uma festa na praia.

Alojamento: hostel

Alimentação: pequeno-almoço

 

 

Dia 16 – Regresso a partir de Tulum, México

Hoje é dia de despedidas. Estarás imbuído de uma mística típica de quem submergiu nas profundezas de uma cultura ancestral e viveu experiências numa natureza única e estonteante. Não te assustes, é normal! A rota Maia deixa marcas profundas e certamente sentirás saudades nos próximos meses.

Enche a mala com todas as recordações e parte sem olhar para trás, de Tulum até ao aeroporto de Cancún, serão apenas 2 horas de viagem.

Boa viagem e até breve!

Alojamento:

Alimentação: pequeno-almoço

Barreiras de Coral de Belize

Barreiras de Coral de Belize

 

Viagem The Wanderlust

Logo_the-wanderlust

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos também aqui:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

ARTIGOS DE VIAGEM

EXPERIÊNCIAS EM PORTUGAL

- Procurar experiências
O que você quer fazer?

PROMOÇÕES DE VIAGEM

Mapa Hoteis em Portugal

bHotel com Piscina Interior pHotel de Luxo rPousada yTermas e SPA gTurismo Rural