16 Ago

HISTÓRICA CIDADE DE ODIVELAS

ODIVELAS

 

Odivelas é um concelho localizado “às portas” do Distrito de Lisboa, a cerca de 10 Km do centro da capital de Portugal.

Odivelas tem origem no nome, através de uma lenda, em que D. Dinis tinha o hábito de deslocar-se de noite ao Mosteiro de S. Dinis em Odivelas. Determinada noite, a rainha sabendo do que se passava resolveu esperá-lo e quando o rei fazia o seu percurso para o encontro, a rainha interpelou-o e eis que proferiu as seguintes palavras: “Ide vê-las Senhor.” Pelo que, segundo a lenda, a expressão “Ide vê-las”, por evolução, terá dado o nome a Odivelas.

O concelho de Odivelas, é composto por três uniões de freguesias e uma freguesia: Odivelas; União das Freguesias da Pontinha e Famões; União das Freguesias da Ramada e Caneças e União das Freguesias da Póvoa de Santo Adrião e Olival de Basto, numa área total de cerca de 27km2. Faz fronteira com o concelho de Lisboa, Sintra, Amadora e Loures.

Odivelas- Portugal

Mapa do Concelho de Odivelas

 

Odivelas possui uma riqueza histórica secular, devido aos vários monumentos que se podem encontrar por todo o seu território. Vamos conhecer alguns dos pontos históricos deste importante concelho do distrito de Lisboa.

 

PONTOS DE INTERESSE

Memorial de Odivelas, também conhecido por “Cruzeiro”, é um monumento dos anos do Gótico que situa-se na zona antiga da cidade de Odivelas, no local que foi a entrada do velho burgo.

Localizada junto ao antigo Mosteiro, este monumento construído em calcário da época diocesana, é incerta a sua origem e significado. Uma das explicações possíveis, é tratar-se de um padrão de couto demarcando limites territoriais na área judicial do Mosteiro, ou um local de portagem, tendo objectivos fiscais de cobrança do imposto de barreira da coutada.

Odivelas-  Portugal

Memorial / Cruzeiro de Odivelas

 

Mosteiro de São Dinis, foi fundado por El-Rei D. Dinis, em finais do século XIII. Segundo a lenda, em cumprimento de uma promessa pela salvação da sua vida numa luta com um urso. O Mosteiro foi doado às monjas Bernardas da Ordem de Cister em 1305 após a sua conclusão. De estilo Gótico primitivo, foi sofrendo alterações ao longo de séculos, nomeadamente após o terramoto de 1755.

No interior destacam-se os túmulos góticos de D. Dinis, e outro atribuído a um seu descendente. O Mosteiro tem ainda dois claustros: o Novo e o da Moura, este com uma fonte do século XVII.

Odivelas- Portugal

Mosteiro de São Dinis – Odivelas

 

A Igreja Matriz de Odivelas está situada perto do Mosteiro de S. Dinis, na parte antiga da cidade de Odivelas, é um templo muito antigo, reconstruído nos finais do século XVII e beneficiado durante o século XVIII. Ao cimo da escadaria seiscentista de acesso à Igreja, encontra-se um cruzeiro datado de 1626.

Odivelas- Portugal

Igreja Matriz de Odivelas

 

Odivelas- Portugal

Igreja Matriz de Odivelas

 

Padrão do Senhor Roubado, fica localizado a escassos metros da saída de Odivelas. É um templo aberto, com um altar de pedra. Este monumento foi construído para desagravar o Santíssimo Sacramento de um roubo sacrilégio, feito em 1671, na Igreja Matriz de Odivelas. Tem o nome de Senhor Roubado porque, tendo o roubo envolvido a profanação dos vasos sagrados, as vestes de algumas imagens, o Santo Sudário, o tecido do Dossel de um altar e mais alguns objectos sacros. O objectivo da sua construção foi louvar e enaltecer o Corpo de Cristo.

Odivelas- Portugal

Padrão do Senhor Roubado

 

O Aqueduto do Olival do Santíssimo fica localizado na freguesia de Caneças. A construção do Aqueduto das Águas Livres é decretado em 1731, pelo rei D. João V. A sua construção inicia-se em 1732, e termina em 1799. O objectivo foi de abastecer de água a população de Lisboa. Neste contexto foram construídos em Caneças, na segunda metade do século XVIII, quatro aquedutos subsidiários para levar a Lisboa as águas das nascentes de Caneças, sendo o Aqueduto de Caneças o principal destes.

Caneças- Portugal

Aqueduto do Olival do Santíssimo- Caneças

 

Caneças- Portugal

Aqueduto do Olival do Santíssimo- Caneças

 

Fonte das Fontainhas situada em Caneças, é a mais antiga fonte de outras fontes localizadas nesta importante vila. Construída em 1888 fica localizada na Ribeira das águas Livres. Era uma fonte pública onde os aguadeiros de Caneças se iam abastecer para levar água até Lisboa e populações em redor. À entrada da fonte encontrará painéis de azulejos retratando as profissões do início do século XX.

Caneças- Portugal

Fonte das Fontainhas – Caneças

 

Eventos

Festival da Sopa- Largo do Coreto, Caneças- Primeiro fim-de-semana de Setembro.

Festival da Marmelada Branca de Odivelas- Largo D. Dinis, Odivelas- Último fim-de-semana de Setembro.

Festas da Cidade de Odivelas- Inicio de Julho.

Festival do Caracol- Loures (concelho de Loures) – Julho.

 

João Almeida

Chamo-me João Almeida, moro em Sintra (Portugal), e sou um AMANTE DE VIAGENS. Uma paixão que existe faz longos anos. A minha missão com esta página é de ajudá-lo a realizar o seu próximo destino! Saiba mais sobre mim e sobre o site.

Segue-nos também aqui:

RESERVA DE HOTÉIS

Booking.com

ARTIGOS DE VIAGEM

EXPERIÊNCIAS EM PORTUGAL

- Procurar experiências
O que você quer fazer?

PROMOÇÕES DE VIAGEM

Mapa Hoteis em Portugal

bHotel com Piscina Interior pHotel de Luxo rPousada yTermas e SPA gTurismo Rural